Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
OC Barcelos quer intrometer-se na luta pela conquista do título
'A Garota Não' apresenta o seu disco de estreia no Theatro Circo

OC Barcelos quer intrometer-se na luta pela conquista do título

Dia do Município: 37 homenageados em cerimónia simbólica em Cerveira

OC Barcelos quer intrometer-se na luta pela conquista do título

Desporto

2020-08-11 às 16h31

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Barcelenses apresentaram um plantel quase totalmente renovado, cheio de qualidade e com um novo técnico - Rui Neto -, que pretende uma equipa que justifique o epíteto de “maior de Portugal”.

Está aí a versão 2020/2021 do renovado Óquei Clube de Bacelos, cheio de caras novas - algumas delas bem conhecidas de passagens anteriores pela ‘catedral’ - e com uma ambição também ela renovada para alcançar grandes objectivos. Pelo menos, essa foi a ideia deixada pelo novo técnico, Rui Neto, que está de regresso a Barcelos, depois de ter representado o clube como jogador entre 1996 e 1998.

“Sabemos que esta será uma época diferente das anteriores porque engloba um play-off. Teremos uma primeira fase no campeonato nacional em que o nosso principal objectivo é transformar os quatro crónicos candidatos ao título [FC Porto, Benfica, Sporting e Oliveirense] em cinco. Ou seja, queremos incluir-nos nessa luta. Isto pressupõe que coloquemos todo o nosso empenho em cada jogo para o vencer. Nas restantes competições [WS Europe Cup e Taça de Portugal] queremos chegar à final-four”, assegurou o treinador, que ouviu da boca do presidente, Paulo Mendanha, que o seu perfil “era o mais indicado para liderar o projecto do Óquei Clube de Barcelos”.

Ao lado de Rui Neto, o capitão Luís Querido, que se prepara para iniciar a sétima temporada no emblema minhoto (segunda consecutiva), perspectivou “um trajecto longo”, ciente de que “será uma época muito difícil”.
“Será uma pré-temporada longa e dura mas tenho a certeza que estamos bem acompanhados e que estaremos preparados para quando começarmos a sério”, referiu o jogador que marcou 14 golos em 25 jogos em 19/20.

“É uma honra jogar no maior de Portugal”

“Poderá ser um handicap ou não termos sete elementos novos na equipa, mas acredito que para qualquer um deles seja um prazer enorme representar o OC Barcelos. A integração de cada um deles será boa e iremos formar um bom conjunto. Estamos muito gratos por todo o trabalho que foi feito pelo presidente e pela sua direcção. Trabalhámos desde o primeiro momento nas necessidades que entendemos que tínhamos para alcançar os objectivos do clube. O plantel é extremamente equilibrado e com muita qualidade. É para eles e para mim como treinador um enorme orgulho representar o maior clube de Portugal.”

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho