Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Obras de 1,9 milhões arrancam para requalificar e modernizar E/B 2.3 Secundária de Barroselas
Festa do Caldo do Pote anima Sabariz

Obras de 1,9 milhões arrancam para requalificar e modernizar E/B 2.3 Secundária de Barroselas

Vivências barrocas encantam nos Biscainhos e Praça Municipal

Alto Minho

2018-09-13 às 14h17

Redacção

Este investimento é cofinanciado pelo programa Norte 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), que irá contribuir com um valor de cerca de 800 mil euros, enquanto a Câmara Municipal de Viana do Castelo irá suportar o resto do custo da obra.

A Câmara Municipal de Viana do Castelo vai arrancar, na próxima segunda-feira, com a empreitada de requalificação e modernização da Escola Básica 2.3 e Secundária de Barroselas, numa obra que representa um investimento de 1,960 milhões de euros e que conta com prazo de execução de 15 meses. A escola de Barroselas conta com capacidade de 494 alunos e, nestas obras de modernização, serão requalificadas 29 salas de aula.

Este investimento é cofinanciado pelo programa Norte 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), que irá contribuir com um valor de cerca de 800 mil euros, enquanto a Câmara Municipal de Viana do Castelo irá suportar o resto do custo da obra. Trata-se de uma intervenção de requalificação para adequar a escola às atuais necessidades do ensino e aprendizagem, melhorar o conforto para os seus utilizadores e as condições ambientais e de saúde, já que está prevista a eliminação do fibrocimento, das infiltrações de água e um maior controlo da temperatura ambiente/eficiência térmica do edifício.

No que toca à componente da requalificação das instalações existentes, está prevista a substituição de coberturas, isolamento e impermeabilização de fachadas exteriores, colocação de novas caixilharias, a remodelação integral do espaço de cozinha / cantina / refeitório / espaço de alunos e pavilhão desportivo com colocação de pavimento em madeira flutuante e substituição integral de rede de águas e saneamento e recarga do pavimento do campo de jogos exterior.

A execução da empreitada será faseada e articulada de forma a permitir as condições de funcionamento da mesma sem recurso a solução externas, sendo que as intervenções de qualificação integral do edifício da cozinha/ cantina/ refeitório e do pavilhão desportivo, que exigem um maior tempo de inoperação dos espaços, serão executadas aproveitando o período de paragem de férias de verão.

Para a autarquia, que vai avançar com o investimento para estar concluído num prazo de 15 meses, esta é uma obra fundamental para a rede escolar municipal e, embora a escola não esteja sob a alçada o Município, este é um investimento que o Presidente da Câmara Municipal, José Maria Costa, considera “fulcral”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.