Correio do Minho

Braga, segunda-feira

O filme da rodagem de ‘Variações’
Rui Pedro Silva e Emília Pisoeiro vencem em Braga

O filme da rodagem de ‘Variações’

GNR mobiliza meios de busca por homem de 82 anos em Arcos de Valdevez

Cávado

2018-08-10 às 09h00

Teresa M. Costa

FIGURANTES e muitos curiosos têm acompanhado a rodagem do filme ‘Variações’ no concelho de Amares. Ontem, as gravações decorreram na terra natal de António Variações e até o irmão, Carolino, entra no filme como figurante.



Os últimos dias têm sido diferentes no concelho de Amares e, em particular, na freguesia de Fiscal, onde decorre grande parte das filmagens finais do filme ‘Variações’ que pretende mostrar como António Ribeiro - o amarense nascido em Fiscal - se tornou o cantor e compositor António Variações.
Os habitantes locais - alguns conterrâneos de António Variações - participam na rodagem, do filme, como figurantes, outros são trazidos à cena pela curiosidade.
Entre os figurantes está um irmão de António Variações: Carolino Ribeiro, que, ontem, no intervalo das filmagens, confessava a “novidade” de participar no filme, ao mesmo tempo que manifestava o seu regozijo, certo de que “o António estará muito satisfeito com o que está a acontecer”.
Aos jornalistas, Carolino Ribeiro dava conta do “ambiente fantástico” das filmagens, mas acima de tudo, destaca a “homenagem merecida pelo que Variações é e pelo que será”, referindo-se ao filme que está a ser produzido por Fernando Vendrell, com realização e argumento de João Maia.
Este irmão de António Variações assume: “nunca nenhum de nós, na família, achou que a carreira artística de António iria ter uma projecção tão grande na vida dele e na vida dos irmãos”.
Questionado sobre as lembranças que tem do irmão, Carolino Ribeiro recorda que “o António era diferente de nós todos” e até costumávamos dizer, a brincar, que ele tinha sido trocado porque “era totalmente diferente do resto dos irmãos”.
Carolino Ribeiro lembra que “era muito extremoso com os pais, sobretudo com a mãe”, mas era também “teimoso e autoritário”.
Na altura não se usava esta expressão, mas olhando para trás, o irmão admite que “estava à frente do seu tempo” e “ensinava-nos muitas coisas” porque “era instruído” e viajava, mas regressava muitas vezes à terra.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.