Correio do Minho

Braga, terça-feira

Novos projectos empresariais abriram portas à criação de 519 postos de trabalho
Goleador Paulinho está de volta

Novos projectos empresariais abriram portas à criação de 519 postos de trabalho

Ana Moura actua nas ‘Noites de Fado’ em Vila Nova de Cerveira

Vale do Ave

2018-03-22 às 06h00

Redacção

Números referem-se aos incentivos previstos no?Regulamento Municipal Made 2IN em 2017. Desde Outubro de 2014, altura em que entrou em vigor, já foram aprovados 41 projectos empresariais a que ficaram associados 1081 nos postos de trabalho.

Em 2017 a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão classificou de interesse municipal quinze novos projectos empresariais no concelho que representaram um investimento global superior a 40 milhões de euros e que abriram as portas à criação de 519 novos postos de trabalho.

Nas últimas semanas, o presidente da câmara municipal, Paulo Cunha, tem vindo a deslocar-se às empresas que beneficiaram dos incentivos previstos no regulamento municipal Made 2IN, verificando e assinalando a conclusão dos investimentos e o cumprimento dos requisitos que estiveram na base da sua classificação como projecto de interesse municipal.

O Regulamento Made 2IN está em vigor desde Outubro de 2014 e até ao final de 2017 já tinha aprovado 41 projectos empresariais de interesse municipal que representaram um investimento global superior a 137 milhões de euros, a que ficaram associados 1081 novos postos de trabalho.

Os números do programa Made 2IN estão plasmados na informação que o vereador do pelouro da Economia, Empreendedorismo e Inovação, Augusto Lima, apresenta na reunião do executivo municipal de hoje, com a disponibilização do relatório detalhado sobre os despachos/deliberações referentes aos 15 projectos de investimento de interesse municipal aprovados durante o ano de 2017.  

 Através desta alavanca para novos investimentos empresariais, a câmara municipal já contemplou com incentivos ao investimento um montante global de 1,9 milhões de euros, traduzidos na redução de 50% do valor das taxas municipais de licenciamento das operações urbanísticas, benefícios fiscais ao nível do IMT e IMI e de um apoio procedimental extraordinário, traduzido no acompanhamento por um gestor de projecto.
Para o presidente da autarquia, Paulo Cunha, este é um claro investimento no futuro de Vila Nova de Famalicão e dos famalicenses. Esta estratégia está a atrair novas empresas para o concelho e a incentivar a modernização de muitas outras que já cá estão. Isso significa mais emprego, mas também melhor emprego, uma vez que a estes investimentos estão associados equipamentos e projectos de última geração, que exigem quadros mais qualificados e incorporam uma grande faceta de I&D.

Dos 15 projectos de investimento de interesse municipal aprovados durante o ano de 2017 destaque para um novo investimento da Continental Mabor na construção de três novos edifícios e em novos equipamentos no valor de 13,6 milhões de euros. 

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.