Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Novo prémio para (Havemos de ir a) Viana
Secundária Camilo Castelo Branco passa a integrar Rede UAARE

Novo prémio para (Havemos de ir a) Viana

Autarquia da Póvoa de Lanhoso continua a apoiar empresas locais

Novo prémio para (Havemos de ir a) Viana

Alto Minho

2022-06-21 às 12h23

Redacção Redacção

Filme do realizador vianense Flávio Cruz foi premiado no International Tourism Film Fest, na Turquia, vencendo o Prémio Prata na categoria de Filmes de Cidades. Relembra alegria vivida durante a Romaria da Senhora d’Agonia e desejo de vivê-la em pleno.

Citação

O filme ‘Havemos de ir a Viana’ saiu premiado da sétima edição do ‘International Tourism Film Fest’, um dos melhores festivais mundiais, realizado anualmente na Turquia. Este festival teve lugar na cidade de Gaziantep e recebeu mais de 370 filmes de 48 países.
Os 16 jurados internacionais atribuíram ao filme de Flávio Cruz, o Prémio Prata (“Silver Award”) na categoria de Filmes de Cidades (“City Films”).
O realizador vianense, que viajou para a Turquia para participar no certame, disse que "foi arrepiante ver um trabalho feito em Viana e por artistas vianenses ser reconhecido internacionalmente, num evento tão importante para os cineastas. De Viana para o Mundo!”

Este evento cultural dá aos filmes concorrentes uma vasta audiência internacional para além de proporcionar aos artistas a possibilidade de conhecerem a Turquia e de lhes mostrar a riqueza histórica e cultural do país, acabando muitos por fazer residências artísticas em cidade turcas.
No âmbito da marca “Somos Todos Romaria” este videoclipe, produzido pela Comissão de Festas da Romaria d’Agonia, pretendeu relembrar a alegria vivida durante a Romaria da Senhora d’Agonia e mostrar a vontade dos vianenses de voltar a vivê-la em plenitude.

No dia da estreia, o trabalho de Flávio Cruz foi visto 500 vezes por minuto e ultrapassou um milhão de visualizações nas três plataformas das redes sociais, nos cinco dias da festa.
O vídeo da canção ‘Havemos de ir a Viana’ de Alain Oulman, com letra de Pedro Homem de Melo e cantado por Amália Rodrigues foi lançado na Romaria d’Agonia em 2020, marcada pelas restrições da pandemia, e reuniu contributos de 48 artistas e músicos locais, das mais variadas áreas musicais.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho