Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Nova equipa está pronta a actuar em permanência
Paulo Cunha diz que futuro do têxtil passa pela “inovação”

Nova equipa está pronta a actuar em permanência

Aquamuseu está a festejar 13.º aniversário

Cávado

2018-07-10 às 16h00

Redacção

Equipa de Intervenção Permanente, que passa a integrar os Bombeiros Voluntários de Amares, vai assegurar serviços de socorro à população.


O presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, deu as boas vindas à Equipa de Intervenção Permanente (EIP), que vai assegurar, em permanência, serviços de socorro à população, como primeira força de prevenção e combate aos fogos florestais, estendendo-se a outras áreas de proteção e socorro.

Congratulando-se com a constituição desta nova equipa, composta por cinco pessoas, que passa a integrar a corporação dos Bombeiros Voluntários de Amares, o autarca sublinhou a importância que estes elementos vão ter na melhoria e eficiência das condições de prevenção e socorro face a acidentes e catástrofes no concelho.
“Esta equipa é de facto muito importante e vem trazer um reforço fundamental sobretudo numa altura em que há poucos voluntários, garantindo prontidão na resposta às ocorrências”, referiu o presidente, sublinhando que os bombeiros “têm feito um trabalho excelente, à semelhança de outras forças do concelho, e aqui a câmara é parceira com o Governo num projecto, com a duração de três anos, que vai permitir dar resposta onde tínhamos algumas carências”.

Lembrando que o Município de Amares está sempre presente para dar as mãos em prol de melhores condições de vida e segurança da população, o autarca espera que abracem este projecto com coragem e determinação. “Sei que os bombeiros o têm feito e estou convencido que vão continuar a dar uma excelente resposta”, conclui.
José Gonçalves, presidente da direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Amares, também não tem dúvidas que esta equipa é “uma mais valia” para o corpo dos bombeiros e para a população e lembra que destes cinco homens a população pode esperar “o que no fundo já podiam esperar dos bombeiros, prontidão, socorro, qualidade no serviço e eficácia”.
No terreno, estes cinco operacionais estão aptos para responder perante situações de socorro e segunda intervenção no pré hospital, desencarceramento, incêndios e protecção e socorro à população em geral, explicou Domingos Ferreira, adjunto de comando dos Bombeiros Volun- tários de Amares.

A constituição desta equipa resulta de um protocolo de colaboração entre a Câmara Municipal de Amares, a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Amares e a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.