Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Nova auto-escada é uma necessidade para os Bombeiros Voluntários de Guimarães
Vila Verde a fervilhar de vida: Workshops, oficina Arquimedes, concerto de gala e apresentação da linha Amor Envolvente

Nova auto-escada é uma necessidade para os Bombeiros Voluntários de Guimarães

TUB e U-DREAM celebram protocolo de colaboração

Vale do Ave

2017-03-20 às 06h00

Teresa M. Costa

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, levou ontem de Guimarães um apelo para ajudar a financiar uma nova auto-escada para os Bombeiros Voluntários de Guimarães. A necessidade da auto-escada, com um custo aproximado de 800 mil euros, foi evidenciada pelo presidente da direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães, Gualter da Costa e Silva, na cerimónia comemorativa do 140.º aniversário da instituição, esperando o “alento” do Portugal 2020 para a aquisição deste equipamento.

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, levou ontem de Guimarães um apelo para ajudar a financiar uma nova auto-escada para os Bombeiros Voluntários de Guimarães.
A necessidade da auto-escada, com um custo aproximado de 800 mil euros, foi evidenciada pelo presidente da direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães, Gualter da Costa e Silva, na cerimónia comemorativa do 140.º aniversário da instituição, esperando o “alento” do Portugal 2020 para a aquisição deste equipamento.

O presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, assumiu a sua preocupação com a auto-escada e apelou à ministra no sentido da resolução deste “problema”, manifestando a disponibilidade do município em financiá-la “em parceria com as diversas entidades que são co-responsáveis nesta área”.

A necessidade da auto-escada entronca na preocupação do autarca vimaranense com os incêndios urbanos num centro histórico que exige uma atenção especial.
O edil realça que existem duas corporações no concelho e que “não fará sentido haver duas auto-escadas” aceitando que tem de haver cooperação entre elas.

Ministra distingue mérito dos Bombeiros Voluntários de Guimarães

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães (BVG) foi ontem distinguida com a medalha de mérito de Protecção e Socorro, distintivo azul, que foi entregue pela mão da ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, que presidiu à cerimónia comemorativa dos 140 anos da instituição.

A governante enalteceu a forma como todos, no passado e no presente, servem esta instituição e referiu-se ao investimento feito pelo actual governo nos bombeiros voluntários e que ascendeu já a 40 milhões de euros, apontando, no caso dos Bombeiros de Guimarães a aprovação da candidatura para obras no quartel e para aquisição de uma viatura de combate a incêndios florestais.

Mesmo assim, Constança Urbano de Sousa preferiu apontar o reforço, em curso, do patamar municipal da Protecção Civil.
O presidente da direcção dos BVG pediu à ministra que a idade de reforma dos bombeiros seja, no máximo, aos 60 anos pela exigência física e riscos da profissão.
O comandante, Bento Marques, por seu turno, pediu regalias e benefícios sociais que incentivem a adesão ao voluntariado.
Em dia de festa, foram condecorados vários bombeiros e, pela Liga dos Bombeiros Portugueses, Gualter da Costa e Silva e a Câmara de Guimarães.
Foi benzida uma nova viatura para apoio aos incêndios.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.