Correio do Minho

Braga,

- +
Norte/Galiza: Eixo Atlântico recebido por secretário de Estado dos Transportes para debater portagens e ferrovia
Caminhada cónega com mais uma nova nota de qualidade

Norte/Galiza: Eixo Atlântico recebido por secretário de Estado dos Transportes para debater portagens e ferrovia

66 Nacionalidades Passaram Pela Loja de Turismo de Valença

2011-07-25 às 23h12

Lusa Lusa

O secretário de Estado dos Transportes recebe quarta-feira uma delegação do Eixo Atlântico, entre autarcas do norte do País e da Galiza, para discutir as dificuldades de mobilidade entre as duas regiões provocadas pelas portagens.

Citação

O secretário de Estado dos Transportes recebe quarta-feira uma delegação do Eixo Atlântico, entre autarcas do norte do País e da Galiza, para discutir as dificuldades de mobilidade entre as duas regiões provocadas pelas portagens.

O pedido de reunião foi feito pelo secretário-geral do Eixo Atlântico, Xoán Mao, com o objetivo de abordar, também, a ligação ferroviária entre Portugal e Galiza.

Segundo aquela entidade transfronteiriça “a inusual celeridade da resposta” para esta reunião com o secretário de Estado, Sérgio Monteiro, demonstra “predisposição do governo português para encontrar fórmulas que permitam uma saída para ambos os problemas”.

“Com o secretário de Estado português abordar-se-ão os problemas de mobilidade na eurorregião, sobretudo no que diz respeito ao pagamento das portagens nas autoestradas portuguesas, e ao transporte ferroviário Vigo -Viana do Castelo - Porto”, sublinha uma nota do Eixo Atlântico enviada hoje aos órgãos de comunicação social.

O pedido de reunião ao governo português foi formalmente decidido a 15 de julho, após uma reunião do Eixo Atlântico e que juntou, em Vigo, autarcas do Norte de Portugal e da Galiza.

Xoán Mao admitiu a “inquietude” galega com as dificuldades na mobilidade entre as duas regiões e reconheceu que desde a introdução de portagens nas antigas SCUT do Norte de Portugal a atividade económica na eurorregião registou “uma redução na ordem dos 20 por cento”.

Dos dois lados da fronteira é exigida ao Governo português “uma solução que garanta segurança [no pagamento] e que não aumente a incerteza atual”, relativamente aos utentes galegos.

Isto, tendo em conta as dificuldades que o sistema de cobrança virtual está a provocar aos automobilistas espanhóis. Reclamam, por isso, um sistema de pagamento das portagens “único” para Portugal e Galiza.

Outra solução apontada pelo Eixo Atlântico, para “facilitar” o pagamento de portagens aos automobilistas espanhóis, prevê a emissão de vinhetas de utilização, válidas para um dia, e de fácil aquisição em vários postos de venda.

Do lado português, dizem, a redução das deslocações de turistas galegos está a provocar uma quebra nos negócios de fronteira, sobretudo na hotelaria e restauração.

A delegação do Eixo Atlântico vai também pedir um investimento na modernização da linha ferroviária entre Porto e Valença, para tornar a ligação à Galiza mais competitiva, nomeadamente para que os comboios funcionem com tempos de viagem “mais curtos” e não as atuais mais de três horas do serviço.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho