Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Museu Virtual da Lusofonia é a nova Unidade Cultural da UMinho
Competitividade é chave para a retoma que se espera ainda em 2021

Museu Virtual da Lusofonia é a nova Unidade Cultural da UMinho

Nova residência autónoma recebe cinco utentes em Maio

Museu Virtual da Lusofonia é a nova Unidade Cultural da UMinho

Ensino

2021-03-01 às 06h00

Paula Maia Paula Maia

Museu é uma plataforma de cooperação académica, em ciência, ensino e artes, no espaço dos países de língua portuguesa e das suas diáporas, estendendo-se também à Galiza e a Macau.

O Conselho Geral da UMinho aprovou esta semana a passagem do Museu Virtual da Lusofonia (MVL) a unidade cultural. Criado em 2017 no seio do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, o MVL tem como objectivo articular as possibilidades da tecnologia digital com a preservação, pesquisa e divulgação do património histórico-cultural dos países de língua portuguesa, contribuir para a am- pliação do conhecimento recíproco entre estes países, aproximando os seus povos e promover o diálogo intercultural.

Enquanto unidade cultural, o MVL direcciona o seu trabalho no sentido de corporizar uma importante aposta da UMinho na extensão universitária e na transferência de conhecimento, na promoção da língua portuguesa como língua de cultura e de ciência, no acesso aberto ao conhecimento e no desenvolvimento das comunidades do espaço lusófono através da inter- nacionalização do património cultural. Com um crescimento progressivo - no alcance e notoriedade internacional -ao longo do tempo, o MVL conta, actualmente, com a colaboração de cerca de uma centena de investigadores e 30 instituições (universidades e associações culturais e artísticas) dos vários países de língua oficial portuguesa. Em Setembro do ano passado, passou a integrar a plataforma Google Arts & Culture, numa cerimónia que contou com a presença do Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

O Museu Virtual da Lusofonia é uma plataforma de cooperação académica, em ciência, ensino e artes, no espaço dos países de língua portuguesa e das suas diásporas, e se estende também à Galiza e à Região Autónoma de Macau, reunindo num esforço comum universidades, com projectos de investigação e de ensino pós-graduado na área das Ciências da Comunicação e dos Estudos Culturais, assim como associações culturais e artísticas, todos interessados, universidades e associações, na construção e no aprofundamento do sentido de uma comunidade lusófona. Sendo uma plataforma virtual, o MVL tem também a pretensão de ser um mecanismo que convide à participação activa dos cidadãos, na disponibilização de registos, no comentário às ‘obras’ preservadas no museu, na (re)construção de uma memória coletiva.

Tem como propósito contribuir para a ampliação do conhecimento recíproco entre os países lusófonos, aproximando os seus povos e permitindo a construção de um futuro mais informado, onde prevaleça o diálogo intercultural e o respeito pela herança cultural e singularidade do outro.
Além da biblioteca, onde constam uma selecção de obras e textos de referência na área da lusofonia, nos arquivos da plataforma também podemos encontrar sugestões de filmes cujas temáticas estão relacionadas com as relações interculturais e com o passado colonial;?músicas dos países lusófonos, programas de rário, entre outros produtos culturais sonoros (fonoteca) e ainda?uma galeria com um conjunto de produtos culturais e artísticos, como fotografias, postais, vídeos, narrativas (galeria).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho