Correio do Minho

Braga,

- +
Museu dos Biscainhos exibe obras de Mario Louro
Dj e produtor DMKZ hoje no Sun7 Antena Minho Radio Show

Museu dos Biscainhos exibe obras de Mario Louro

Cultura volta a sofrer com cancelamento de espectáculos em Ponte de Lima

Museu dos Biscainhos exibe obras de Mario Louro

Braga

2021-05-04 às 06h00

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

A partir de quinta-feira, vai estar patente ao público a exposição Mario Louro Art Works 2020/21. Mostra reflecte o primeiro ano de trabalho do artista bracarense. Pinturas contemporâneas têm a profundidade do pensamento infantil.

Singular e inovadora. Num ambiente carregado de história, o Museu dos Biscainhos vai acolher a exposição de Mario Louro Art Works 2020/21, uma mostra que marca e reflecte o primeiro ano de trabalho do artista bracarense e propõe um percurso itinerante onde as pinturas contemporâneas estão enquadradas por justaposição nos espaços do Palácio Barroco do século XVII.
Trata-se da primeira exibição física de, praticamente, todos os trabalhos de pintura acrílica sobre tela ou papel, executados entre Março 2020 e Março de 2021, do artista emergente, que iniciou o percurso artístico há um ano, em plena pandemia.
História, cor, abstracção, figuração, cenários, contraste, confrontação, polémica, controvérsia, mistura, sintonia e dissonân- cia são sinónimos de uma exibição que pretende enaltecer o mu-seu e as pinturas contemporâneas expostas, que se tornam “autónomas e integram-se nos vários espaços da antiga habitação por contraposição estética, reforçando o carácter patrimonial e histórico do local”, realça.
“As minhas pinturas têm a profundidade do pensamento infantil, dos caracteres, símbolos, cores e imagens que todos podem entender, num ambiente de positividade, contentamento e humor e no contexto de um mundo de extrema superficialidade. As figuras apresentadas são uma criação pessoal, com um sentido genuíno e original, que reflectem o dilema abstrato/real ou surreal”, explica Mario Louro.
Autodidacta, com formação de desenho no âmbito do curso de arquitectura, Mario Louro diz ser “um observador assíduo de arte contemporânea” e apresenta como trunfos “a experiência acumulada na escola da vida”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho