Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Museu do Traje dá a conhecer cultura e tradições ucranianas
Investigadora da UMinho conquista bolsa de meio milhão

Museu do Traje dá a conhecer cultura e tradições ucranianas

Merelinense FC Um grande bracarense

Museu do Traje dá a conhecer  cultura e tradições ucranianas

Braga

2022-08-01 às 06h00

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

Está patente ao público, no Museu do Traje Dr. Gonçalo Sampaio, a Exposição Ucrânia e Tradição Vyshyvanja, organizada pela Associação Centro Social e Cultural Luso-Ucraniano. Dar a conhecer a cultura do país e angariar donativos são os objectivos.

Citação

Até ao final do mês de Agosto, o Museu do Traje Dr. Gonçalo Sampaio, em Braga, dá a conhecer a cultura e tradições ucranianas, com a exposição Ucrânia e Tradição Vyshyvanka. Para além de promover o convívio intercultural, a organização pretende, igualmente, angariar donativos para apoiar quem sofre com a guerra na Ucrânia.
“Esta exposição surgiu por um desafio do Museu do Traje e, num espaço de tempo muito curto, quase um milagre, conseguimos por a exposição em pé. Todo este material veio da Ucrânia e tínhamos dúvidas se ia chegar a tempo, mas felizmente chegou e conseguimos assim chamar a atenção para um dos aspectos muitos importantes da cultura ucraniana, que é o bordado e as camisas vyshyvanka”, explicou Abraão Veloso, presidente da Associação Centro Social e Cultural Luso-Ucraniano, realçando os “três grandes objectivos”, com a realização da mostra.
“Um deles é divulgar a cultura ucraniana junto de toda a sociedade. Por outro lado, temos um programa cultural, com provas gastronómicas, porque as pessoas estão desenraizadas, longe da sua terra, estão tristes, preocupadas e um dos objectivos é criar-lhes um momento de conforto. Nós apoiamos os ucranianos junto do SEF, Segurança Social, no seu dia-a-dia, porque têm muitas dificuldades na tradução, por exemplo, mas temos feito um conjunto de iniciativas visando dar-lhes bem-estar, promovendo um espaço de convívio, onde se podem encontrar e conversar”, destacou o responsável.
Por outro lado, “pretendemos também recolher alguns fundos para ajudarmos a Ucrânia na luta contra o invasor”, já que “todos nós estamos a par do que significa a guerra para a Ucrânia”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho