Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Município de Paredes de Coura com taxa de execução de 95%
Caminha contrata GNR para reforçar vigilância

Município de Paredes de Coura com taxa de execução de 95%

Ambiente e Arte unem Aquamuseu do rio Minho e Fundação Bienal de Arte de Cerveira em projeto

Município de Paredes de Coura com taxa de execução de 95%

Cávado

2020-07-01 às 11h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Prestação de contas relativa ao ano de 2019, aprovada na Assembleia Municipal de Paredes de Coura, evidencia “as boas contas e a gestão rigorosa do dinheiro público”, confirmou o presidente da autarquia, Vítor Paulo Pereira.

As “boas contas e a gestão rigorosa do dinheiro público” espelham a taxa de execução ao nível da receita de 95,1% do Município de Paredes de Coura. “Se as pessoas reconhecem o sucesso da nossa gestão é porque temos coragem de tomar decisões ousadas e difíceis num contexto em que conseguimos conciliar a consolidação orçamental com o investimento público. Até porque os dois objectivos não são antagónicos, mas complementares”, sublinhou o presidente Vítor Paulo Pereira, após o documento da Prestação de Contas ser aprovado em Assembleia Municipal.
Estes resultados “muito positivos que evidenciam contas saudáveis, rigorosas e o reforço na consolidação do equilíbrio financeiro” alcançado nos últimos anos permitirão a Paredes de Coura “olhar o futuro próximo com inquestionável equilíbrio e tendo por horizonte proporcionar melhor conforto aos seus munícipes”, defendeu o autarca.
Vítor Paulo Pereira foi mais longe: “o ano 2019 reforça a nossa estratégia, na captação de investimento e na criação de emprego, que será determinante no combate à grave crise que já é visível e que será temível nos próximos tempos. Estes tempos de pandemia desestruturaram completamente toda a actividade económica e lançaram milhares de pessoas no desemprego. Compreende-se, por isso, que uma estratégia persistente e, até obsessiva na criação de emprego, é a melhor solução para dar esperança e estabilidade familiar a muitos courenses. Não existe desenvolvimento sem emprego e sem criação de riqueza”.
O ano anterior foi marcado pelo projecto de expansão da área da zona industrial de Formariz, num investimento de 1,8 milhões de euros, que permitirá maior flexibilidade à implantação de empresas. Com a área de expansão que será criada, permitirá a criação de 400 novos postos de trabalho e um volume de negócios anual de cerca de 80 milhões de euros.
Por sua vez, a nova ligação à A3 também “consolidará a capacidade de atracção” da zona industrial e que foi a “maior reivindicação de sempre” de todos os courenses.
Paralelamente, continuou o presidente, houve “significativos investimentos” nas freguesias e na rede viária, e “nunca esquecendo ou deixando de lutar por projectos considerados estratégicos para o desenvolvimento do concelho”, como são a expansão da Zona Industrial de Formariz, a ligação de Paredes de Coura à autoestrada A3, a reabilitação do Antigo Sanatório e da Casa do Outeiro.
“Sabemos por onde vai o futuro. Não procuramos ser modernos. Procuramos ser inovadores e assumir riscos porque não assumir riscos, no presente, é uma atitude potencialmente suicida. O futuro pertence aqueles que estão dispostos a perder o equilíbrio. Equilíbrio nas contas e desequilíbrio ou ousadia na arte de pensar o desenvolvimento de Paredes de Coura”, conclui o autarca de Paredes de Coura.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho