Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Município de Guimarães reúne artistas para ajustar a estratégia cultural para o futuro
Barcelos aposta na promoção da igualdade de género e na conciliação da vida profissional, pessoal e familiar

Município de Guimarães reúne artistas para ajustar a estratégia cultural para o futuro

Alameda Maria da Fonte e Rua das Verdosas ganham mais estacionamento

Município de Guimarães reúne artistas para ajustar a estratégia cultural para o futuro

Vale do Ave

2021-05-13 às 16h11

Redacção Redacção

Análise ao impacto da pandemia no setor cultural através do balanço do plano de ação que foi desenvolvido há um ano com os contributos apresentados pelos agentes culturais à Câmara Municipal de Guimarães.

O Município de Guimarães promoveu uma reunião com artistas e criadores culturais no sentido de ajustar a estratégia para o futuro, no âmbito da retoma progressiva das atividades perante a situação de pandemia. A reunião, realizada esta terça-feira, foi presidida pela Vereadora da Cultura, Adelina Pinto, que destacou a necessidade de “trabalhar em comunidade e na relação com as escolas”.

No âmbito das intervenções nesta reunião, ficou patente que Guimarães é uma cidade que transpira cultura e assume uma responsabilidade acrescida para apresentar uma oferta que vai ao encontro das pessoas, definida por “múltiplos caminhos” e com o reforço dos processos de comunicação para abranger todos os estratos da população. Os contributos devem ser apresentados à Câmara Municipal, no sentido de ajustar a estratégia cultural.

No último ano foi desenvolvido um plano de ação para dar resposta ao setor da cultura no âmbito da pandemia, com destaque para o diálogo permanente com os vários agentes e instituições culturais vimaranenses, definindo respostas mais imediatas para situações de quebra abrupta de atividade e rendimentos. Foi lançado o desafio à exploração de alternativas menos tecnológicas para reaproximar a atividade cultural das pessoas, sem colocar em causa as questões de saúde pública, com atividades centradas nos artistas vimaranenses, na sua criação e na sua visibilidade.

Perante a reflexão promovida em conjunto, o Município de Guimarães procedeu ao mapeamento do setor cultural, definiu apoios à criação e disponibilizou a plataforma digital para a apresentação de conteúdos. A plataforma “Em Guimarães” dispõe de mais de 40 conteúdos gravados em locais icónicos e inusitados, potenciando o território, e complementada com a Agenda Cultural, num investimento a rondar os 150 mil euros para artistas, equipas técnicas e audiovisuais. Através do IMPACTA foram atribuídos 600 mil euros em apoios para projetos e atividades culturais e artísticas. Com o reforço da programação cultural no espaço público, foram criadas duas “open calls” que resultou na implementação de 15 projetos, traduzindo-se num apoio superior a 75 mil euros.

Num período incomum, o Município de Guimarães manteve a sua matriz cultural e ajustou a programação às medidas de segurança. Lançou ainda um questionário a todas as Associações Culturais de Guimarães para avaliação dos efeitos da crise neste setor e daí resultou um apoio excecional a rondar os 80 mil euros.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho