Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Município de Celorico de Basto vê Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar a avançar a “passos largos”
Trajes do Baixo Minho desfilaram na passerelle

Município de Celorico de Basto vê Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar a avançar a “passos largos”

Guerreiras do Minho dão passo gigante para o título em Lisboa

Vale do Ave

2018-11-08 às 18h23

Redacção

Painel feito em azulejo com a imagem das camélias, para colocar na fachada da loja de turismo, será o 1º trabalho desenvolvido pelo atelier de cerâmica, uma das quatro áreas escolhidas pelo Município para integrar o PIICIE, programa financiado pelo Fundo Social Europeu.

Foi assinado pela empresa R2W e a CIM-TS, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, em Celorico de Basto, um contrato de aquisição de bens “Atelier de cerâmica”. Uma formalidade necessária com a empresa que irá fornecer todos os materiais necessários ao correto funcionamento do atelier, desde maquinaria a materiais de consumo. Estes materiais serão cofinanciados pelo FSE no valor de 54.040,54€.
O atelier, localizado em instalações do Município, prevê-se devidamente equipado até ao final de 2018, entretanto as aulas de cerâmica são ministradas pelo professor Vitor Resende, na Escola Básica de Gandarela.
“Foi com sentido de diálogo e de interação com o Ministério da Educação que se desenvolveu este plano inovador, um plano diferente daquilo que, habitualmente se faz nas escolas para combater o insucesso escolar. As artes são e serão sempre um complemento ao ensino e promotoras de sucesso. O objetivo é motivar através dos trabalhos manuais, do saber-fazer que servirá até de incentivo para encontrar uma profissão. Não será apenas mais um projeto mas uma forma de valorização do individuo dotando-o de conhecimentos em áreas novas e que o ajudarão a construir a sua própria identidade”. Este é um projeto abrangente e transversal, e estou certo que, a médio prazo envolverá toda a comunidade” disse Fernando Peixoto, Vereador da Educação da Câmara Municipal de Celorico de Basto, entidade que dirige o projeto.
É de salientar que o projeto da cerâmica irá chegar a todos os alunos do Agrupamento de Escolas e da Escola Profissional de Fermil, cerca de 2000 alunos.
Com a formalização deste contrato está tudo encaminhado para que o trabalho a desenvolver seja profícuo e atinja os objetivos pretendidos, combater o insucesso escolar.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.