Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Municípios do Cávado têm 1 Milhão para apoio às empresas da região
Festival de Teatro de Viana do Castelo acontece até 18 de novembro e apresenta 11 espetáculos diferentes

Municípios do Cávado têm 1 Milhão para apoio às empresas da região

Comunidades de Famalicão vão gerar e gerir agenda com o apoio do município

Braga

2017-06-14 às 14h29

José Paulo Silva

A Comunidade Intermunicipal (CIM) do Cávado, a Agência de Energia do Cávado e a InvestBraga apresentaram ontem o ‘UP Cávado’, programa de melhoria da competitividade da região com um orçamento de um milhão de euros para os próximos dois anos. Segundo o presidente da CIM, Ricardo Rio, o IP Cávado significa um ‘novo rumo’ na área de actuação da associação de municípios.

A Comunidade Intermunicipal (CIM) do Cávado, a Agência de Energia do Cávado e a InvestBraga apresentaram ontem o ‘UP Cávado’, programa de melhoria da competitividade da região com um orçamento de um milhão de euros para os próximos dois anos. Segundo o presidente da CIM, Ricardo Rio, o IP Cávado significa um ‘novo rumo’ na área de actuação da associação de municípios.

“Em matéria de apoio ao desenvolvimento económico, a CIM do Cávado está a navegar por mares nunca dantes navegados. Nunca como até hoje tivemos responsabilidades tão claras e significativas no domínio da intervenção directa sobre o tecido económico, nomeadamente no apoio ao empreendedorismo, à qualificação e à internacionalização dos nossos agentes económicos”, afirmou o também presidente da Câmara Municipal de Braga.

O UP Cávado visa promover o ecossistema empreendedor do território, dinamizar e reforçar a sua competitividade e capacidade produtiva, dando visibilidade nacional e internacional à região.
O projecto é o resultado de três candidaturas aprovadas no âmbito do Sistema de Apoio às Acções Colectivas (SIAC) do Programa Operacional Norte 2020.

O ‘UP Cávado’ vai implementar acções de dinamização empresarial relacionadas com o empreendedorismo, a qualificação e a internacionalização, agregando os municípios de Braga, Barcelos, Esposende, Amares, Terras de Bouro e Vila Verde, em articulação com entidades e associações comerciais e industriais como o IEMinho, Bic Minho, Startup Braga e CEDRAC.

Segundo Luís Macedo, secretário executivo da CIM, “os objectivos são dinamizar e procurar reforçar o ecossistema do empreendedorismo do Cávado, qualificar as empresas, internacionalizar e dar a conhecer os produtos e as empresas, animando a economia do Cávado”.

Na área do empreendedorismo, a InvestBraga - Agência para a Dinamização Económica dá o seu contributo, adiantou ontem Carlos Oliveira, presidente do conselho de administração.
“Queremos que o UP Cávado seja um projecto em que pomos as competências, o networking e tudo que temos vindo a fazer, nos últimos anos, de uma forma mais concentrada no concelho de Braga, à disposição de todos os membros da CIM, e de todas as entidades que fazem parte do consórcio, trabalhando em rede”, declarou.

Ricardo Rio destacou na sessão de ontem, no edifício GNRation, que o UP Cávado é complementado com outro programa que hoje começa a ser divulgado, um sistema de incentivos ao empreendedorismo e ao emprego com um volume de financiamento que ronda os 4 milhões de euros.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.