Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Município de Braga atribui 15 bolsas de estudo a alunos do ensino superior
SC Braga deu brilho à festa da Taça em Leça

Município de Braga atribui 15 bolsas de estudo a alunos do ensino superior

Oriz S. Miguel reviveu desfolhada, malhada e broa de milho tradicional

Município de Braga atribui 15 bolsas de estudo a alunos do ensino superior

Braga

2019-09-17 às 09h12

Redacção Redacção

Com um valor unitário de mil euros, a Bolsa Social de Mérito é atribuída a alunos residentes no concelho que obtiveram 16 ou mais valores no ano lectivo transacto.

O Município de Braga atribuiu, ontem, a Bolsa Social de Mérito a estudantes do Ensino Superior. A medida contemplou 15 alunos residentes no concelho que obtiveram 16 ou mais valores no ano lectivo transacto.
Na cerimónia, que teve lugar no Salão Nobre do Museu dos Biscainhos, a vereadora da Educação, Lídia Dias, explicou que esta medida representa o reconhecimento do trabalho desenvolvido pelos alunos.
“Com a atribuição destas Bolsas de Mérito damos mais um passo na questão da coesão social e da equidade. Sabemos que os custos da frequência no ensino superior representam um custo elevado para as famílias, pelo que este é um pequeno contributo que o Município dá aos alunos para que prossigam os seus estudos e sejam profissionais realizados”, salientou Lídia Dias.

Já Miguel Bandeira, vereador responsável pela ligação às Universidades, referiu que as bolsas representam um estímulo para que continuem a trabalhar. “As diferenças económicas e sociais não podem ser factores impeditivos do acesso à educação e à formação, pelo que este prémio representa uma mais-valia para o desenvolvimento do capital humano”, sustentou Miguel Bandeira.
O Município de Braga continua a assumir a Educação como uma área estratégica, atribuindo 15 mil euros ao investimento nesta acção específica de apoio directo aos estudantes universitários.
As bolsas, com um valor unitário de mil euros, são atribuídas a estudantes residentes na área do concelho há pelo menos dois anos, que tenham obtido aproveitamento no ano lectivo transacto e que não disponham, por si ou através do agregado familiar, de meios para custear os encargos académicos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.