Correio do Minho

Braga,

Mulheres alavancam 12 microempresas
Corrupção nas cartas de condução com decisão adiada para Março

Mulheres alavancam 12 microempresas

Serviços de Acção Social da UMinho distinguidos com Excelência

Braga

2014-01-05 às 06h00

Redacção

O Centro Social e Paroquial de Esporões está, neste momento, a promover o projecto Valor Acrescentado, conseguindo alavancar 12 microempresas desenvolvidas por mulheres.

O Centro Social e Paroquial de Esporões está, neste momento, a promover o projecto Valor Acrescentado, conseguindo alavancar 12 microempresas desenvolvidas por mulheres.
Financiado pelo QREN, POPH/CIG, Estado Português e Fundo Social Europeu (FSE), foram entrevistadas no âmbito do projecto 81 mulheres bracarenses, tendo sido seleccionadas 15, com base no perfil motivacional e empreendedor, assim como na exequibilidade da ideia de negócio.

O curso de formação incidiu sobre as áreas de Igualdade de Género, Gestão, Relações Interpessoais/Liderança e Tecnologias da Informação e Comunicação, tendo permitido dotar as formandas de competências essenciais à gestão de um negócio.
Concluída esta fase, a equipa técnica (equipa multidisciplinar) seleccionou 12 das 15 mulheres que frequentaram a formação, “com base em variáveis que permitem predizer o sucesso da actividade empresarial”, justificou Benedita Aguiar, directora da Die Apfel e consultora responsável pelo projecto.

Para além destas variáveis intrapsicológicas, foi analisada detalhadamente e com um elevado grau de pormenor cada ideia de negócio. Neste enquadramento, a avaliação das variáveis intrapsicológicas da promotora, bem como a avaliação da ideia de negócio permitiram realizar uma selecção rigorosa das candidatas.
“As 12 empreendedoras cujos projectos transitaram para a segunda fase estão a beneficiar de consultoria individualizada, com vista ao desenho do respectivo plano de negócios”, salientou ainda Benedita Aguiar.

O plano de negócios será, posteriormente, “submetido à análise por parte da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, sendo que se forem cumpridos todos os requisitos, é atribuído a cada promotora um prémio de apoio ao arranque no valor de 5030,64 euros”, terminou Benedita Aguiar.

Entretanto, Abílio Brito, sacerdote e presidente da direcção da entidade promotora, referiu que “para o centro este projecto tem uma importância crucial, pois permite alavancar ideias de negócio muito interessante que estavam “numa gaveta”, por falta de apoio técnico e financeiro.
“De facto, ao sermos uma instituição de cariz social não podemos descurar o apoio às mulheres, impulsionando a participação destas na esfera pública, designadamente na esfera empresarial”, defendeu.

O sacerdote sublinhou ainda “a importância do POPH e da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, pois sem estes organismos não teríamos possibilidade de fazer chegar este apoio às promotoras. Poder contribuir de forma tão significativa para a melhoria da sua condição social e económica é algo que deixa a direcção do centro muito sensibilizada”.
Abílio Brito adiantou que o centro social e a Die Apfel irão organizar, em Abril deste ano, uma exposição de todos os produtos e serviços comercializados pelas empresas a criar no âmbito do projecto Valor Acrescentado.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.