Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Música para todos os gostos até Março
Apurados alunos para fase intermunicipal em Famalicão

Música para todos os gostos até Março

Vitória perdeu em toda a linha no campo... e na bancada

Música para todos os gostos até Março

Braga

2019-12-11 às 06h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Programação do primeiro trimestre de 2020 no espaço gnration vai contar com nomes como Vladislav Delay, Jana Winderen e Peter Burr, para além de um cine-concerto dos Mão Morta, em formato ‘Redux’. Argentina Juana Molina actua a 9 de Abril.

Músico finlande?s Vladislav Delay e a artista sonora norueguesa Jana Winderen estão em destaque na programação do primeiro trimestre de 2020 no espaço gnration. De Janeiro a Março destaques ainda para Peter Burr, para além de um cine-concerto dos Mão Morta, em formato ‘Redux’. A cantora argentina Juana Molina actua a 9 de Abril. Mas há muito mais.
O gnration começa com a “prata da casa”, que se traduz na atuação dos bracarenses Mão Morta, no dia 17 de Janeiro, a fazer a banda sonora de ‘A Casa na Praça Trubnaia’, de Boris Barnet, em formato reduzido, com Adolfo Luxúria Canibal, António Rafael e Miguel Pedro.

A 25 de Janeiro, o gnration receberá a reputada artista sonora norueguesa Jana Winderen para um concerto em quadrifonia e uma masterclass.
Vinte anos depois da estreia a solo, o português The Legendary Tigerman regressa ao palco novamente sozinho. Acompanhado apenas da sua guitarra, um kit de bateria e um kazoo. ‘One Man Band Tour’ levará Paulo Furtado ao gnration a 14 de Fevereiro.
O destaque maior da programação do primeiro trimestre é Sasu Ripatti, figura chave na música electrónica das últimas décadas. Na viragem do milénio, o músico e produtor finlandês editou um conjunto de álbuns. Depois da estreia em 2011 com Vladislav Delay Quartet, regressa agora ao ensemble com mais um elemento num espectáculo marcado para 21 de Fevereiro.

O Index regressará em 2021, mas em 2020 apresentará uma série de sessões intituladas ‘A Construção de um Index’. Pensar a relação entre Arte, Ciência e Tecnologia e o papel do Erro no contexto de processos artísticos e tecnológicos é o mote para duas mesas redondas, a 29 de Fevereiro.
No mesmo dia, e integrado no evento, o ciclo de performance audiovisual Binário apresenta, até 6 de Junho, a performance Membrane, de Push 1 Stop & Wikilow; e Marcel Weber, mais conhecido por MFO, dará a conhecer uma nova instalação audiovisual, desenvolvida em colaboração com o INL – Laboratório Ibérico Internacional da Nanotecnologia.

Também no programa de instalações e exposições, o artista norte-americano Peter Burr apresenta a exposição ‘Mode Confusion’, onde explora o conceito de videojogo. Inaugura a 17 de Janeiro e estará disponível para visita até 18 de Abril.
Depois da estreia na Culturgest, o baterista português Gabriel Ferrandini leva agora as suas Volúpias a Braga, num concerto, marcado para 6 de Março, que contará com o pianista e compositor alemão Alexander von Schlippenbach.

Dois distintos universos da música electrónica encontram-se em Braga a 14 de Março. O produtor libanês Radwan Ghazi Moumneh apresenta o novo disco de Jerusalem in My Heart, Daqa’iq Tudaiq.
Já Lucrecia Dalt, produtora colombiana, fará sua segunda passagem por Braga, desta vez para apresentar o novo disco Anticlines.
A 27 de Marc?o, o Trabalho da Casa juntara? em concerto conjunto duas bandas de diferentes geraçõeses: La Resistance e The Nancy Spungen X.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.