Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Montalegre investe luzes LED no Multiusos
Música para todos os gostos até Março

Montalegre investe luzes LED no Multiusos

Vizela oferece mais 68 cheques-bebé como "prenda" de Natal

Montalegre investe luzes LED no Multiusos

Cávado

2019-11-15 às 16h39

Redacção Redacção

Investimento ronda os 75 mil euros, anunciou a autarquia liderada por Orlando Alves.

O Parque de Exposições e Feiras de Montalegre, vulgo Pavilhão Multiusos, acaba de receber nova luminária de tecnologia LED. Um investimento próximo dos 75 mil euros, financiado a 50% pelo Fundo de Eficiência Energética (FEE). A obra substituiu toda a iluminação interior e das fachadas exteriores do Pavilhão Multiusos (aparelhos de iluminação tradicional, equipados com lâmpadas de halogéneo, sódio, xénon, fluorescentes…). Os trabalhos, executados pelo município de Montalegre em parceria com a ARENABAT – Agência Regional de Energia e Ambiente do Barroso e Alto Tâmega, apontam uma poupança mínima de 65%. 

Orlando Alves, presidente da Câmara de Montalegre, refere que a "alteração elétrica que fizemos no pavilhão multiusos resulta de uma candidatura ao programa de eficiência energética para edifícios. Foi substituído todo o sistema de iluminação que vai permitir uma poupança energética significativa".

"Trata-se de um investimento no valor de 75 mil euros financiado a 50%. O restante valor foi por conta do orçamento municipal. Estamos com uma iluminação ambientalmente eficiente. É visível um foco de luz muito mais intenso e que ilumina muito mais. Estamos a trabalhar na adaptação às alterações climáticas. Nesse contexto, estamos a fazer um grande esforço. Substituímos todas as luminárias do concelho por lâmpadas LED e que geram uma economia de 160 mil euros/ano. Interviemos no setor da água e reformulámos os jardins porque não podemos dar-nos ao luxo de desperdiçarmos um bem essencial. Transformamos os jardins incorporando plantas que não precisam de uma grande quantidade de água como acontece com a relva", referiu, em nota.

Autarca refere ainda que "aderimos às Águas do Norte aliviando o Rio Cávado de uma elevada retirada de água, cerca de 800 metros cúbicos de água, o equivalente a 1.600 pipas. Estamos a intervir no setor elétrico noutros espaços. Está a decorrer uma candidatura para o edifício da Câmara Municipal e, futuramente, nos espaços do Ecomuseu de Barroso, em Montalegre e Salto. É a nossa adaptação às alterações climáticas, esse grande desafio que tem que mexer com todos nós. Ou ganhamos este desafio ou sucumbimos, morremos nós e todas as espécies e ficamos muito mal na fotografia".

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.