Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Misericórdia de Fão atrasa subsídios de férias
“Tenho os pés bem assentes no chão e os olhos postos nas estrelas”

Misericórdia de Fão atrasa subsídios de férias

Maria José Fernandes: “o IPCA está a responder às necessidades da região”

Misericórdia de Fão atrasa subsídios de férias

Cávado

2020-08-15 às 08h03

Redacção Redacção

O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda (BE) questionou o Governo sobre os atrasos no pagamento do subsídio de férias a alguns trabalhadores da Santa Casa da Misericórdia de Fão.

O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda (BE) questionou o Governo sobre os atrasos no pagamento do subsídio de férias a alguns trabalhadores da Santa Casa da Misericórdia de Fão. Os deputados José Maria Cardoso e Alexandra Vieira, eleitos pelo círculo de Braga, querem saber se a Autoridade para as Condições do Trabalho realizou actividade inspectiva e que medidas vão ser tomadas para garantir os direitos daqueles trabalhadores.
Numa pergunta dirigida à ministra do Trabalho e da Segurança Social, os deputados do BE, afirmam que “a Santa Casa da Misericórdia de Fão não procedeu ao pagamento do subsídio de férias aos trabalhadores da categoria de auxiliares/ /ajudantes dos serviços gerais”, sem ter sido “dada nenhuma explicação/satisfação para o não cumprimento deste dever legal”. Os deputados bloquistas consideram que “esta situação não é aceitável e exige uma intervenção urgente do Governo e da Autoridade para as Condições do Trabalho para que os direitos destes trabalhadores e trabalhadoras sejam assegurados, nomeadamente o pagamento dos subsídios em atraso”.

Segundo os deputados, “a Santa Casa da Misericórdia de Fão é uma instituição de grande relevância social do concelho de Esposende, não só pela diversidade do trabalho que desenvolve como no número de trabalhadores que emprega, mas também pelos utentes que beneficiam das suas respostas sociais e de saúde”
Destacam que “para além do Hospital de Fão, que tem protocolo com o Ministério da Saúde para consultas da especialidade, exames e análises e no âmbito da medicina física e reabilitação, é com o Ministério da Segurança Social que esta instituição tem firmados vários acordos de financiamento, em função das respostas e dos utentes abrangidos”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho