Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Minho e Porto melhoram popularidade de notícias online   
Câmara da Póvoa de Lanhoso institui Provedor do Idoso

Minho e Porto melhoram popularidade de notícias online   

Monção: 'Princípio da Incerteza' percorre freguesias do concelho

Braga

2015-12-09 às 20h07

Redacção

Uma equipa das universidades do Minho e do Porto criou um sistema inteligente que sugere melhorias no desenho de notícias online antes da sua publicação, com vista a aumentar a sua popularidade. O sistema permitiu, nos testes, aumentar 15% a probabilidade de uma notícia ser popular e ainda identificar a maioria (73%) das notícias que viriam a ser populares.

Uma equipa das universidades do Minho e do Porto criou um sistema inteligente que sugere melhorias no desenho de notícias online antes da sua publicação, com vista a aumentar a sua popularidade. O sistema permitiu, nos testes, aumentar 15% a probabilidade de uma notícia ser popular e ainda identificar a maioria (73%) das notícias que viriam a ser populares.
 
A investigação venceu o Best Paper Award da 17ª Conferência Portuguesa em Inteligência Artificial, entre 81 artigos de autores de 18 países, e foi já publicada pela editora Springer. O trabalho, intitulado “A proactive intelligent decision support system for predicting the popularity of online news”, é da autoria de Paulo Cortez, Pedro Vinagre (ambos do Centro Algoritmi da UMinho) e Kelwin Fernandes (do INESC TEC).
 
Há um interesse crescente por notícias online, face à expansão da Internet, e a previsão das notícias mais populares, medida pelo número de partilhas, é cada vez mais estudada e cobiçada pelas empresas e instituições. Os cientistas do Minho e Porto decidiram aplicar o seu novo “sistema de apoio à decisão inteligente” a quase 40.000 notícias publicadas desde 2013 no Mashable, o maior blogue mundial de notícias sobre novas tecnologias, que tem 24 milhões de seguidores e 7.5 milhões de partilhas por mês. A equipa concluiu que a popularidade de uma notícia pode subir com uma fácil alteração, pelo seu autor, de atributos sugeridos como o número de palavras do título, as palavras-chave (já usadas noutras notícias) e a aposta em determinados links.
 
Fundamental para quem coloca notícias na Internet
 
“É uma ferramenta fundamental para quem coloca notícias na Internet”, defende Paulo Cortez, que é também professor do Departamento de Sistemas de Informação da UMinho. O sistema inovador usa três módulos: recolha de dados, previsão de popularidade e otimização. No primeiro, agrega indicadores como número de palavras do título, palavras-chave, menções a notícias anteriores, partilhas dessas notícias, sentimento (positivo/negativo) por elas gerado e o uso de imagens ou vídeos. No módulo de previsão, os dados recolhidos são utilizados para treinar modelos de aprendizagem automática, criando um modelo que preveja a probabilidade de a notícia candidata ser popular. Por fim, usa-se o modelo de otimização para procurar sugestões de mudanças à notícia candidata, aumentando assim a popularidade estimada.
 
Os investigadores criaram ainda um protótipo na linguagem Python para testar a arquitetura do sistema com qualquer notícia Mashable. Os dados obtidos foram doados ao repositório científico UCI Machine Learning, tendo já atingido cerca de 30.000 visualizações e sido até aplicados em cursos na Universidade McGill (Canadá), no Politécnico de Rensselaer (EUA) e no blogue mundial de alojamento Airbnb. Pedro Vinagre está a reforçar o sistema inteligente proposto, no âmbito da sua tese do doutoramento em Informática “MAP-i”, das universidades do Minho, Porto e Aveiro.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.