Correio do Minho

Braga,

Milhares de bracarenses caminharam pela vida
Futuro das empresas assenta na investigação

Milhares de bracarenses caminharam pela vida

Viana é cidade cosmopolita que acolhe migrantes “com responsabilidade”

Braga

2018-10-22 às 06h00

Isabel Vilhena

Na luta contra o cancro todos contam e os bracarenses demonstraram essa determinação em mais uma caminhada solidária - Pink Run - que mobilizou milhares de pessoas pelas ruas da cidade.

A ‘Pink Run’ já ultrapassou fronteiras e deverá integrar um calendário europeu destas caminhadas, disse ontem Paulo Morais, da Associação Rosa Vida.
Paulo Morais assinalou o crescimento desta “caminhada pela vida” na luta contra o cancro da mama e que, ontem voltou a juntar milhares de pessoas numa “clara demonstração da solidariedade dos bracarenses”.
A marcha solidária realiza-se no mês de Prevenção do Cancro da Mama, inserida no Outubro Rosa, iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Braga.

A verba angariada na Pink Run reverte para a associação Rosa Vida que irá canalizá-la para apoiar as necessidades dos doente oncológicos, em particular do projecto de investigação ‘Quality Onco Life’ que visa a prática de exercício físico de forma segura em mulheres em tratamento do cancro da mama.
Paulo Morais sublinha que um dos alertas deixados, anteontem, pelos médicos no congresso de oncologia que teve lugar em Braga foi para a importância do exercício físico como a única maneira de controlar a gordua, a mobilidade e a funcionalidade. “Há hospitais que começam a ponderar ter ginásio com profissionais do exercício físico”.

Paulo Morais assinalou “com satisfação” que a 5.ª edição da ‘Pink Run’ “esgotou os três mil kits disponíveis”, realçando que “as pessoas estão cada vez mais sensibilizadas para esta caminhada para a vida. Para além da prevenção e da importância do diagnóstico precoce do cancro da mama, o mais importante é as pessoas perceberem que a vida é para seguir em frente com qualidade. E essa é maior prova de vida”.
Nesta longa caminhada, o presidente da associação ‘Rosa Vida’ acentua a importância da atitude das pessoas com cancro perante a vida. “Temos que nos mexer. Se a pessoa que tem a doença não se mexer, nem a família vai ter a força anímica para ajudar, nem nós que estamos ajudar na recuperação podemos ir mais longe”.

Sameiro Araújo, vereadora do Desporto, Saúde e Bem-Estar, realçou os dois objectivos fundamentais desta caminhada: “a sensibilização para detecção precoce do cancro da mama e aliar a solidariedade a esta causa tão importante para todos nós”, lembrando que “ao realizar esta caminhada estamos também a promover a actividade física”.
O ‘Outubro Rosa’ prossegue a missão de luta contra o cancro da mama no dia 26, no Auditório Vita, com um concerto com fins solidários cujas verbas angariadas revertem a favor da delegação de Braga da Liga Portuguesa contra o Cancro. O programa encerra no dia 31, com a actividade ‘Vencer e viver o Cancro’, no Hospital de Braga.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.