Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Miguel Macedo: 'Bombeiros Voluntários das Taipas fizeram um trabalho notável'
SASUM são pioneiros no país na obtenção da certificação

Miguel Macedo: 'Bombeiros Voluntários das Taipas fizeram um trabalho notável'

MV Coffee serve torradas especiais e pratos do dia super apetitosos

Miguel Macedo: 'Bombeiros Voluntários das Taipas fizeram um trabalho notável'

Casos do Dia

2012-10-14 às 06h00

Miguel Viana Miguel Viana

Trabalho desempenhado pela corporação foi enaltecido pelo Ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, que presidiu ao encerramento das comemorações.

Os Bombeiros Voluntários das Taipas fizeram um trabalho “notável ao serviço da população.”
Foi desta forma que o Ministro da Administração Interna (MAI), Miguel Macedo, se referiu aos elementos que compõem os Bombeiros Voluntários das Taipas (BVT), e que ontem encerraram as comemorações dos 125 anos de existência.
“Num ano como este, cheio de dificuldades e dramático para os bombeiros, foi excelente a capacidade de resposta dada”, afirmou Miguel Macedo.

Hermenegildo Abreu, comandante dos BVT, afirmou, na mesma cerimónia, que “o corpo activo está tecnicamente bem preparado e é merecedor de todo o apoio da população”.
Ao ‘Correio do Minho’, Hermenegildo Abreu disse que apenas faz falta mais um veículo urbano de combate a incêndios e salienta o excelente clima que se vive na corporação.

Já o presidente da direcção da Associação Humanitária dos BVT, José Machado, lançou um apelo ao MAI, em matéria de apoios financeiros: “que se faça justiça”na aplicação do novo Plano de Financiamento dos corpos de bombeiros, para que os ‘Soldados da Paz’ não tenham que continuar “a ter de estender a mão para terem apoios”.
José Machado apresentou, ainda, um livro sobre os 125 anos da corporação.

Críticas da Liga de Bombeiros

A cerimónia ficou, ainda, marcada pelas críticas do presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) ao funcionamento da Autoridade Nacional de Protecção Civil Nacional.
Jaime Soares afirmou que a ANPC se intromete demais no trabalho dos bombeiros.
“A Protecção Civil não manda na GNR, não manda na PSP, porque é que mandam em nós, bombeiros? Queremos ter um comando único e ter mais autonomia”, defendeu Jaime Soares.

Sem se referir directamente ao assunto, mas em forma de resposta, o responsável pela pasta da Administração Interna diz que tem sido posto em prática um “esforço de implementar e melhorar a capacidade operacional e de formação de agentes da Protecção Civil.”
Fernando Vilaça, provedor dos associados da LBP fez uma dissertação sobre o futuro dos bombeiros voluntários, concluindo que “é necessário uma tutela que coordene os bombeiros portugueses”.
As comemorações dos 125 anos dos BVT tiveram início a 6 de Maio deste ano.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.