Correio do Minho

Braga, terça-feira

Miguel Alves recandidato à Federação do PS de Viana do Castelo
Circuito urbano de Fafe alargado para garantir maior mobilidade

Miguel Alves recandidato à Federação do PS de Viana do Castelo

Cinco atletas de Equipa B do SC Braga chamados para o estágio

Alto Minho

2018-02-12 às 12h33

Redacção

Com vários autarcas do Alto Minho e o ministro da Educação ao seu lado, Miguel Alves, apresentou a sua recandidatura à Federação do PS de Viana do Castelo.

Miguel Alves, presidente da Federação do PS de Viana do Castelo, apresentou a sua recandidatura ao lado do Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, perante dezenas de apoiantes. Manoel Batista, presidente da Câmara Municipal de Melgaço e Vítor Paulo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Paredes de Coura marcaram presença na primeira fila, tal como os dois deputados à Assembleia da República eleitos nas listas do PS no círculo de Viana, José Manuel Carpinteira e Sandra Pontedeira.

Numa sala repleta de dirigentes e militantes do PS, foi notado o apoio e presença de nove dos dez presidentes de concelhia, da presidente do Departamento das Mulheres Socialistas, Dora Brandão e de vários militantes da Juventude Socialista cuja estrutura distrital declarou apoio ao autarca de Caminha.
Tiago Brandão Rodrigues destacou as qualidades políticas e pessoais de Miguel Alves, sublinhando o papel que o autarca tem tido na criação de uma especial relação do PS nacional e do governo com os concelhos do Alto Minho.
O ministro recordou o prestígio que o presidente da Federação granjeia em Lisboa e deu nota de como a sua influência e trabalho permitiu desbloquear várias situações.

Miguel Alves agradeceu a presença de todos e o trabalho realizado ao longo dos últimos dois anos e sublinhou os bons momentos deste primeiro mandato, evidenciando o papel que o governo tem tido no crescimento do Alto Minho - modernização da Linha do Minho, Unidade de Cuidados Continuados em Melgaço, os compromissos da ligação de Paredes de Coura à A3 e dos acessos ao Porto de Viana e a reabilitação das escolas secundárias por todo o distrito - e a capacidade que o PS do distrito tem tido para atrair governantes e, sobretudo, boas decisões.
Miguel Alves aponto, no entanto, a perda das Câmaras de Monção e Ponte da Barca como os momentos menos bons do mandato, assumindo as suas responsabilidades, na convicção de que existem condições e protagonistas para recuperar cada uma das autarquias e apontar para vencer outras que há muito não são do PS.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.