Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Meteoro ‘rasgou’ céus do Minho e assustou populações
Beatriz, Matilde e Benjamim vencedores do concurso ‘O Meu S. João é o de Braga’

Meteoro ‘rasgou’ céus do Minho e assustou populações

Victória Silva é a grande vencedora do Concurso de Quadras de S. João

Meteoro ‘rasgou’ céus do Minho e assustou populações

Casos do Dia

2024-05-20 às 06h00

Miguel Viana Miguel Viana

Observatório Astronómico de Gualtar, em Braga, recebeu chamadas telefónicas de pessoas assustadas com o clarão e com ruído de explosão. O meteoro terá caído no mar a Noroeste de Viana.

Citação

Um meteoro com alguma dimensão atravessou, no sábado à noite, os céus do Minho, sendo perceptível a muitas pessoas devido a um grande clarão.
A luminosidade foi causada pela fricção do meteoro na atmosfera.
João Paulo Vieira, director do Observatório Astronómico de Gualtar, explicou que “temos um detector de meteoros que todas as noites regista a entrada de 70 a 80 meteoritos na atmosfera, mas não com esta escala e luminosidade”.

O director do Observatório Astronómico de Gualtar explicou que o corpo espacial pode ter várias origens. “No mesmo dia passou um asteróide a cerca de dois milhões de quilómetros da Terra e pode ser um pedaço desse asteróide. Também pode ser um cometa ou uma peça de uma nave espacial. Só saberemos o que é se for encontrado algum vestígio”. disse João Paulo Vieira. Uma tarefa que se adivinha difícil dada a trajectória percorrida pelo meteoro.
“Os detectores de meteoros da rede Smart indicam que o corpo entrou na atmosfera a 124 quilómetros de altura em Badajoz (Espanha) e se desintegrou a 50 quilómetros de altura a Noroeste de Viana do Castelo. Se atingiu o sólo foi na zona de mar e aí é difícil encontrar vestígios”, explicou João Paulo Vieira, garantindo que não caiu em Castro Daire.
O especialista revelou ainda que a passagem do corpo espacial assustou a população.

“Na mesma noite recebi talvez mais de uma dezena de chamadas de pessoas assustadas a tentar perceber o que se passou. O barulho causado pela passagem na atmosfera deu a sensação de que caiu muito perto das pessoas, mas foi apenas uma ilusão”. garantiu João Paulo Vieira.
O Observatório Astronómico de Gualtar informa na página de Facebook que “neste momento ainda estamos a analisar as várias imagens e dados que permitem apurar mais informações sobre a trajectória e comporta- mento do meteoro”.

Relatos feitos nas redes sociais dão conta de avistamentos em vários pontos do Minho.
Em Barcelos, Sérgio Godinho interpretava a música ‘Hoje é o Primeiro Dia’ quando a’bola de fogo’ surgiu no céu.
Em Esposende, vários automobilistas foram surpreendidos pelo clarão do meteoro na auto-estrada A28.
Em Guimarães várias pessoas dizem ter sentido um estrondo semelhante a um trovão pelas 23.45 horas de sábado.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho