Correio do Minho

Braga, quinta-feira

‘Mercado E-Cool’ incentiva boas práticas ambientais
“Estamos focados em vencer cada jogo em que entramos”

‘Mercado E-Cool’ incentiva boas práticas ambientais

Viana do Castelo: estudantes promovem “Poesia à solta na Biblioteca”

Cávado

2019-02-17 às 06h00

Miguel Viana

Acções desenvolvidas pelo município no Mercado Municipal pretendem incentivar o consumo sustentável e o apoio a famílias carenciadas.

O município de Esposende vai transformar o Mercado Municipal num ‘Mercado E-Cool’. O objectivo é dinamizar as boas práticas ambientais junto dos comerciantes, clientes e forças da comunidade local, de modo a aderirem a soluções amigas do ambiente, como seja a circularidade de materiais, a redução do uso indiscriminado de “soluções plastificadas”, a utilização partilhada de bens, a descarbonização da logística e a diminuição do desperdício alimentar e material.
A iniciativa é composta por várias acções de sensibilização sobre a necessidade e importância da mudança de hábitos e da adopção de procedimentos adequados. Além de fomentar a recolha selectiva de resíduos, especialmente orgânicos, pretende-se que os comerciantes adiram às iniciativas de redução do desperdício alimentar e de apoio à população carenciada, promovendo a economia social.
Com este programa, o município esposendense disponibiliza aos comerciantes do Mercado Municipal ecopontos individuais para a recolha de resíduos orgânicos, expositores metálicos e embalagens de papel apelando, desta forma, à entrega de bens alimentares excedentários que serão distribuídos à população local carenciada.
O Mercado Municipal vai acolher também ecopontos comuns, triciclos eléctricos para cargas e transportes de bens, e arcas frigoríficas para acondicionamento de bens alimentares excedentários.
Os clientes terão direito a meios de acondicionamento e transporte de produtos, nomeadamente sacos recicláveis e carrinhos de transporte de compras. A ideia é reduzir o uso das embalagens descartáveis e de plásticos.
Para aderir ao projecto, os interessados deverão efectuar o registo numa plataforma electrónica que irá estar disponível brevemente.
O projecto ‘Mercado E-Cool’ foi candidatado no âmbito do Fundo Ambiental, com o valor de investimento total cerca de 51 mil euros, a uma taxa de comparticipação de 90 por cento.
O projecto insere-se nos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas, que apresenta como finalidade erradicar a pobreza, erradicar a fome, promover o trabalho digno e o crescimento económico, reduzir as desigualdades, promover as cidades e comunidades sustentáveis, a produção e o consumo sustentáveis, além da realização de acções de defesa do ambiente e da promoção da paz e da justiça.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.