Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Medidas mantêm-se este fim-de-semana
Manuel Machado: "O SC Braga é um dos baluartes da AF Braga"

Medidas mantêm-se este fim-de-semana

Autarca de Viana do Castelo apela à cidadania dos vianenses para combater “situação muito grave”

Medidas mantêm-se este fim-de-semana

Nacional

2021-01-08 às 06h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Proibição de circulação entre todos os concelhos e recolher obrigatório a partir das 13 horas são para cumprir este fim-de-semana.

Este fim-de-semana é proibido circular entre todos os concelhos e mantém-se o recolher obrigatório a partir das 13 horas e até às 5 horas nos concelhos com mais de 240 novos casos de Covid-19 por 100 mil habitantes. O Governo decidiu ontem “estender as regras actualmente em vigor” no combate à pandemia no território continental, no âmbito do novo Estado de Emergência.
Em conferência de imprensa, após a reunião do Conselho de Ministros, o primeiro-ministro, António Costa, confirmou a proibição de circulação entre todos os concelhos e o recolher obrigatório, a partir das 13 horas e até às 5 horas do dia seguinte, medida esta que se aplica nos concelhos com mais de 240 novos casos de Covid-19 por 100 mil habitantes.

Nesse sentido, de acordo com António Costa, sem prejuízo da reunião que haverá na próxima terça-feira com epidemiologista, no Infarmed, em Lisboa, realiza-se hoje uma reunião de emergência da Comissão Permanente da Concertação Social.
Entretanto, o primeiro-ministro recebe ainda hoje delegações do PSD, Bloco de Esquerda, PCP, CDS-PP e PS sobre a possibilidade de serem tomadas medidas mais restritivas para combater o aumento de casos de Covid-19 em Portugal.
Amanhã, será a vez de o Governo se reunir com as restantes forças políticas com representação parlamentar: PAN, PEV, Chega e Iniciativa Liberal.

De acordo com António Costa face à situação em que o país se encontra, “pode ser útil” não se esperar sobre os resultados da reunião com os epidemiologistas, avançando-se imediatamente “com novas decisões”.
Entretanto, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, decretou a renovação do Estado de Emergência por mais oito dias, até 15 de Janeiro, para permitir medidas de contenção da Covid-19.


Presidente da Câmara de Ponte da Barca está infectado

O presidente da Câmara Municipal de Ponte da Barca, Augusto Marinho, está infectado, sendo que elementos do executivo e alguns chefes de divisão estão em isolamento profiláctico, depois de terem já testes com resultado negativo.
“Estou isolado, mas sinto-me bem, sem sintomas de relevo, razão pela qual continuarei a servir os barquenses com toda a determinação e preparado para tomar quaisquer medidas que a situação venha a revelar como necessárias para o bem-estar e saúde dos barquenses e ao desenvolvimento da nossa terra”, partilhou ontem na página pessoal do Facebook Augusto Marinho.

Ponte da Barca “está a viver dias muito difíceis” atendendo ao elevado número de casos Covid-19 e perante esta realidade, “aliada a sintomas muito ligeiros”, Augusto Marinho decidiu “num acto de responsabilidade cívica, como autarca e munícipe, a efectuar o teste a este vírus que, infelizmente, deu positivo”.

Perante esta realidade, que também já foi vivida ou está a ser vivida por muitos barquenses, o autarca deixou “uma palavra solidaria com votos de rápidas melhoras”. Augusto Marinho aproveitou para deixar um apelo: “ninguém sinta constrangimentos ou receios em assumir os sintomas identificados pelas autoridades de saúde devendo, de imediato, contactar as mesmas. Mais do que um acto de responsabilidade, é uma obrigação”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho