Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Medicina da UMinho distinguida pela excelência nos doutoramentos
Proposta de alimentação alternativa à base de farinha de inseto vence concurso Jump para novas ideias de negócio

Medicina da UMinho distinguida pela excelência nos doutoramentos

‘Super Especial Cabeceiras’ arrebatou Cabeceirenses

Braga

2019-01-19 às 07h00

Paula Maia

Organização de Ensino Doutoral em Medicina e em Ciência da Saúde no Sistema Europeu reconheceu qualidade do ensino pós-graduado da Escola.

Escola de Medicina da UMinho foi distinguida pelas práticas de excelência dos seus doutoramentos em Medicina e em Ciências da Saúde, distinção atribuída pela Orpheus, uma organiza- ção que se dedica ao desenvolvimento e incentivo das boas-práticas na pós-graduação nestas áreas de conhecimento.
Esta é a primeira escola médica nacional a receber esta distinção. Até à data, apenas oito outras escolas europeias foram reconhecidas pela excelência nos doutoramentos.
As distinções são feitas através da verificação do cumprimento de vários critérios de qualidade no ensino pós-graduado, incluindo qualidade da supervisão, instalações, oferta formativa e qualificação dos formados. Esta avaliação inclui questionários e visitas às instituições, salvaguardando um importante escrutínio ao trabalho realizado por cada escola médica nos seus programas de doutoramento.

A Orpheus (Organização de Ensino Doutoral em Medicina e em Ciências da Saúde no Sistema Europeu) nasceu em 2007, com o objectivo de criar sinergias entre diferentes instituições de ensino superior na Europa, bem como contribuir para o estabelecimento e adopção das melhores práticas no 3.º ciclo de estudos universitário em Medicina e em Ciências da Saúde.
Joana Palha, vice-presidente da Escola de Medicina da UMinho revelou ao CM que esta distinção não se revelou uma “verdadeira surpresa” já que a escola tinha decidido, num exercício de auto-avaliação, testar o conjunto de boas-práticas defendidas pela Orpheus que poderiam “conduzir ao melhoramento de alguns aspectos”.

“Foi um exercício de auto-reflexão que nos permitiu assegurar que cumprimos as melhores práticas a nível mundial”, revela a vice-presidente, explicando que embora tenha uma matriz que é comum aos restantes cursos praticados nas Escolas de Medicina de outras universidades portuguesas, os doutoramentos da Escola de Medicina da UMinho tem um plano de formação “mais flexível” que permite ao aluno efectuar as suas próprias opções de estudo.
Nos doutoramentos os estudantes desenvolvem, sobretudo, investigação original que resulta na publicação de artigos em revistas internacionais.
Aos alunos é, no entanto, reservado também a opção de frequentar cursos de formação avançada em várias áreas.
“Esta distinção revelou que estamos a dar condições de excelência na formação pós-graduada ao nível da investigação”, prossegue Joana Palha.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.