Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Mecenas renovam ‘confiança’ no projecto cultural Theatro Circo
Toca a reunir autarcas do Alto Minho na luta contra o lítio

Mecenas renovam ‘confiança’ no projecto cultural Theatro Circo

Obras de remodelação urbana causam “mudança radical” no centro de Vizela

Braga

2019-01-10 às 11h11

Isabel Vilhena

A renovação de mecenato representa um sinal de confiança no projecto Theatro Circo. As empresas DST, Navarra e Primavera BSS rubricaram ontem protocolos de mecenato no valor de 30 mil euros anuais durante um período de três

O Theatro Circo e as empresas DST, Navarra e Primavera rubricaram ontem protocolos de mecenato no valor de 30 mil euros anuais durante um período de três anos.
“Um momento importante para a actividade cultural do Theatro Circo” salientado pela administradora executiva Cláudia Leite. “É um apoio muito significativo que nos dá a possibilidade de programar de uma forma mais tranquila e trazer aqui nomes e projectos que de outra forma seria difícil”, afirmou Cláudia Leite.
Do lado dos mecenas, José Teixeira, da DST, afirmou que o mecenato tem retorno para as empresas. “Fazemos isto por interesse económico, não estamos aqui a fazer um acto de caridade. A cultura é importante para a competitividade das empresas e uma forma de retribuirmos à cidade aquilo que ela nos dá”, vincou.
Para Idalina Sousa, da Primavera BSS, “o projecto cultural do Theatro Circo tem vindo a ser acarinhado pela empresa, desde logo, porque nos revemos na programação e nos valores da instituição.”
Por seu turno, o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, que é por inerência o presidente do conselho de administração do Theatro Circo, sublinhou a importância do mecenato na organização do Theatro Circo. “Somos uma sala com condicionalismos, desde logo a limitação do número de espectadores (perto de 900) e não podemos exacerbar os preços. Vivemos com esta equação de difícil resolução que tem no mecenato alguma resposta”, apontou o autarca.
Para Ricardo Rio estas três empresas bracarenses “são o testemunho vivo da vantagem para as empresas em se associarem ao Theatro Circo e a renovação do apoio mecenático é a certeza de que a centenária casa de espectáculos bracarense está no caminho certo, pois continuam a depositar confiança neste projecto cultural que é já uma referência na região e no país.”
Para o futuro, Ricardo Rio pretende que o Theatro Circo continue a “apostar na diferenciação e qualificação da programação” e, para isso, deixa o apelo para que “mais empresas possam seguir o exemplo e se tornem mecenas.”

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.