Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Mau tempo: Inundações afectam serviços do Hospital de Vila Nova de Famalicão
Município de Esposende reforça estratégia de recolha selectiva de biorresíduos

Mau tempo: Inundações afectam serviços do Hospital de Vila Nova de Famalicão

ABVP Travel Fest novamente em Guimarães a 11 e 12 de Maio

Mau tempo: Inundações afectam serviços do Hospital de Vila Nova de Famalicão

Casos do Dia

2023-10-19 às 20h37

Redacção Redacção

O Hospital de Vila Nova de Famalicão, distrito de Braga, sofreu inundações em algumas partes do edifício, devido ao mau tempo, que estão a afectar os serviços de medicina e reabilitação, a imagiologia e o hospital de dia.

Citação

Fonte do hospital explicou à agência Lusa que foram canceladas todas as consultas de medicina física e reabilitação agendadas para hoje, acrescentando que parte do serviço de imagiologia também foi afetada.

Além disto, os utentes do hospital de dia tiveram de ser encaminhados para o Hospital de Santo Tirso para realizarem os tratamentos.

Segundo o Hospital de Vila Nova de Famalicão, a situação nos serviços afetados pelas inundações ”fica normalizada durante a tarde e hoje”.

Fonte do Comando Sub-Regional do Ave disse à Lusa que o concelho de Famalicão, registou, entre as 18:00 de quarta-feira e as 11:00 de hoje, 57 ocorrências, sobretudo inundações em habitações, estradas, lojas, garagens e caves.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje, com a passagem da depressão Aline, vento de sudoeste, tornando-se gradualmente forte nas regiões Centro e Sul a partir do início da manhã, com rajadas que poderão atingir os 110 quilómetros por hora (km/h), em especial no litoral a sul do Cabo Mondego e incluindo a costa sul do Algarve, e nas serras destas regiões.

O IPMA indica que localmente poderão ocorrer rajadas pontualmente superiores aos 110 km/h, bem como fenómenos extremos de vento.

Quanto à chuva, deve aumentar de frequência e intensidade a partir da manhã, e, ao nível da agitação marítima, espera-se para a costa ocidental ondas do quadrante oeste com quatro a cinco metros, aumentando para cinco a sete metros de altura e podendo atingir uma altura máxima até 14 metros.

Na costa sul do Algarve as ondas serão de sudoeste, aumentando para quatro a 4,5 metros durante a tarde.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho