Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Maria da Fonte vence S. Paio dArcos e isola-se na liderança
Modalanhoso impulsiona comércio povoense

Maria da Fonte vence S. Paio dArcos e isola-se na liderança

Feira semanal à francesa aproveita Agosto antes do rebuliço das obras

Desporto

2018-02-12 às 06h00

Rui Serapicos

Aos 54 e aos 69 minutos, Marna e Ruizinho criaram e concluíram lances que desmontaram os equilíbrios defensivos do S. Paio dArcos. E o Maria da Fonte isolou-se na liderança.

O Maria da Fonte venceu ontem na Póvoa de Lanhoso o S. Paio dArcos, por 2-0, com golos de Marna e Ruizinho, na segunda parte. Para os povoenses, este triunfo à 22.ª jornada vale o comando da Pró-Nacional da AF Braga.
O jogo, que iniciou sob chuva intensa, pautou-se de início pela superioridade das defesas face aos ataques e sistemas encaixados no meio campo, privilegiando o rigor na ocupação dos espaços.
Com excepção a um cruzamento para um atacante do S. Paio dArcos por momentos solto de marcação, ao qual Miguel correspondeu com saída dos postes, os guarda-redes quase se limitaram à marcação de pontapés de baliza.

O primeiro remate com selo de golo viu-se ao minuto 38, quando Vítor Hugo, na meia esquerda do ataque do Maria da Fonte, experimentou um remate de longe, a que Alex respondeu com um voo ao ângulo a defender para canto.
Aos 42 minutos, o S. Paio dArcos aproximou-se da baliza da casa, mas Miguelito cabeceou frouxo e à figura. Mesmo sobre o apito para o intervalo, o Maria da Fonte teve ocasião soberana, numa incursão pela direita, mas Vítor Hugo atirou ao poste.
Na segunda parte, o S. Paio dArcos apareceu a atacar mais e, aos 51 minutos, Álvaro tentou de fora da área um remate que falhou por pouco o alvo.

O Maria da Fonte respondeu com a primeira jogada bem construída do jogo, trocando a bola de pé para pé e culminando no golo inaugural, em lance de boa execução técnica.
O ponta de lança guineense Marna, aos 54 minutos, faz uma tabela com Pepe, entra na área do S. Paio dArcos e, vendo Alex a sair dos postes, coloca a bola em jeito no fundo da baliza visitante.
O golo animou a equipa da casa, que subiu em busca do segundo, enquanto os visitantes operaram de uma assentada duas substituições, renovando a frente ofensiva.
A chuva parou e o relvado mantinha-se em condições para os jogadores continuarem a trocar abola de pé para pé.

Ao minuto 68, o lateral esquerdo da selecção da AF Braga, Ruizinho, fez uma diagonal para o centro, sempre com a bolacolada ao pé passou por dois defesas e, já perto da marca de grande penalidade, atirou para o segundo golo do Maria da Fonte.
Aos 80 minutos Telmo e Pepe tiveram tudo para fazer o terceiro do clube da Póvoa de Lanhoso, mas a situação de vantagem na área do S. Paio dArcos culminou com um remate que passou a vedação e foi para a urbanização vizinha.
A seguir, no seguimento de um lance disputa junto ao círculo central, o árbitro isolou Duarte, exibiu-lhe o cartão vermelho. Volvidos três minutos fez o mesmo a Miguel Ribeiro. Ambas as equipas terminaram reduzidas a dez jogadores os últimos minutos, já com a equipa visitante a evidenciar dificuldades em evitar a derrota. No final os jogadores complicaram a arbitragem.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.