Correio do Minho

Braga,

Mapa “amigo” do turista promove Braga
Vila Nova de Cerveira e Tomiño escolhem três projectos comuns

Mapa “amigo” do turista promove Braga

Um dia histórico na cooperação transfronteiriça

Braga

2017-09-14 às 06h00

Patrícia Sousa

Braga recebe, por mês, centenas e centenas de investigadores e a Universidade do Minho (UMinho) e o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) já tinham alertado para a lacuna existente. Por isso, os Transportes Urbanos de Braga (TUB) e a Associação Comercial de Braga (ACB) arregaçaram as mangas e criaram um novo mapa turístico e cultural.

Braga recebe, por mês, centenas e centenas de investigadores e a Universidade do Minho (UMinho) e o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) já tinham alertado para a lacuna existente. Por isso, os Transportes Urbanos de Braga (TUB) e a Associação Comercial de Braga (ACB) arregaçaram as mangas e criaram um novo mapa turístico e cultural.

Esta nova ferramenta, apresentada ontem nas instalações dos TUB, “foca mais as zonas do INL, UMinho e centro histórico”, começou por explicar o administrador dos TUB, Baptista da Costa, admitindo que este este é mais um serviço “inovador” que a empresa municipal oferece. “Temos lançado muitos produtos e serviços direccionados para os académicos e os investigadores. Braga acolhe muitos congressos e é sempre uma oportunidade para a cidade e temos que acompanhar a vida da cidade”, justificou o administrador, lembrando que os participantes dos congressos já têm a oportunidade de ter acesso a toda a rede dos TUB com a compra de um bilhete de um euro.

Entretanto, o director-geral da ACB, Rui Marques, defendeu que este mapa “concilia os transportes colectivos, as actividades económicas e os pontos de interesse cultural e turístico”. E Rui Marques foi mais longe: “este mapa é amigo do turista, porque informa, guia, recomenda e sugere”.

Para além de apresentar as principais linhas dos TUB, esta nova ferramenta informa os principais espaços turísticos, paragens respectivas e sentido das viagens. “Trata-se do primeiro mapa zoom da cidade, da estação de caminhos-de-ferro até à UMinho, passando pelo centro histórico e pelo INL, zona onde gravita centenas de milhares de pessoas”, referiu Rui Marques, evidenciando o facto do novo mapa “sugerir ainda experiências de consumo, gastronómicas e de diversão de modo a que os turistas vivam a cidade como os residentes”.

Também na apresentação do novo mapa, Júlia Costa, em representação da UMinho, agradeceu e deu os parabéns aos TUB e à ACB pela brochura agora lançada. “Fazia falta. A UMinho recebe muitas pessoas e temos que estar ao nível das cidades europeias”, desafiou. E a nova aplicação, disponível desde segunda-feira, será muito útil para os novos estudantes que estão agora a chegar”. Para Júlia Costa, este novo mapa “é um passo muito importante e a UMinho está empenhada em divulgar esta ferramenta internamente”.

Entretanto, Cristina Padilha, do INL, confirmou que o laboratório “recebe dos melhores investigadores que já estiveram nas melhores cidades do mundo e se Braga quer atrair tem que se dar condições e facilidades de acesso”. Todos os meses, o INL “recebe, por mês, na ordem das centenas, por vezes, dos milhares de investigadores e este mapa vai ter um impacto muito positivo”, assegurou.

Já o director do INL, Lars Montelius, agradeceu a “oportunidade de cooperação” na promoção de Braga junto de todos que chegam a Braga para estudar ou trabalhar. “O mapa está fantástico. Esta é uma boa oportunidade para ajudar todos os que nos visitam”, salientou.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.