Correio do Minho

Braga, terça-feira

Mais de uma centena de alunos “jogam” pela igualdade
Guimarães: seniores de Guisande e Oliveira visitam Amendoeiras em Flor

Mais de uma centena de alunos “jogam” pela igualdade

Bruno Silva bisa e garante reviravolta do Prado sobre o Cabreiros

Braga

2019-02-07 às 08h00

Paula Maia

‘Play4Equality’, projecto da área da Juventude da Cruz Vermelha, colocou 162 alunos a trabalhar em temáticas sobre a Igualdade de Género, Violência no Namoro e Tráfico de Seres Humanos.

Igualdade de Género, Violência no Namoro e Tráfico de Seres Humanos foram os temas que o projecto ‘Play4Equality’, promovido pela Juventude da Cruz Vermelha Portuguesa, levou a várias escolas do 2 e 3.º ciclos do concelho no último ano.
Disponibilizar às escolas uma ferramenta lúdico-pedagógica desenvolvida por jovens para abordar estes temas com outros jovens- consubstanciado numa espécie de jogo de grupo - foi o objectivo deste projecto que envolveu 162 estudantes do Colégio Luso- Internacional de Braga, Esprominho, EB 2,3 Fran- cisco Sanches; Escola Secundária Carlos Amarante; EB 2,3 André Soares e Externato Paulo VI.
Tiago Costa, coordenador da área da Juventude de Cruz Vermelha Portuguesa explicou ao CM que, desde Março de 2018, um grupo de 12 voluntários adaptou um jogo que já tinha sido criado em 2016 - no âmbito das oito prioridades da União Europeia para a Juventude - para trabalhar agora novas temáticas.
Para além de permitir o desenvolvimento de competências pessoais e sociais, Tiago Costa diz que o projecto, já na sua recta final, trouxe à luz do dia resultados estatisticamente significativos em algumas áreas. “O que nos apercebemos é que se no que diz respeito à Violência do Namoro e à Igualdade de Género já havia algum conhecimento por parte dos alunos, no caso do Tráfico de Seres Humanos há um desconhecimento muito grande” avança o coordenador da Juventude de Cruz Vermelha.
De acordo com o responsável, o desenvolvimento do projecto permitiu sensibilizar os estudantes para os temas em questão “de forma a que eles próprios possam estar mais preparados para fazer face a alguma situação que possa surgir e evitar potenciais situações”.
Tiago Costa destaca a metodologia utilizada para chegar até aos mais jovens, promovendo a cooperação e interacção. “É um jogo de cooperação e não de competição. Jogam contra o próprio jogo, nunca entre si. São sempre confrontados com uma missão que têm de resolver em conjunto. Terminada a missão, há uma reflexão final sobre o tópico em questão”, explica.
A conferência final do Play4Equality decorreu, ontem, no auditório da Escola de Economia e Gestão da UMinho, sessão que junto os alunos participantes e que, ao longo do dia, participaram em Oficinas Temáticas.
Lara Martins, vice-presidente da Cruz Vermelha Portuguesa, afirmou que o projecto aliou a diversão própria de um jogo à criação de estratégias, desenvolvimento de competências e debate de ideias sobre as matérias abrangidas. “Ambicionamos que este jogo triunfe no seio da juventude. Espero que um dia seja esta juventude a levar estes projectos a bom porto”, apontou a vice-presidente da Cruz Vermelha.
Em representação da Câmara Municipal de Braga, Firmino Marques explicou também que “a esperança” deste projecto é “fazer dos jovens embaixadores destas mensagens”.
O vice-presidente da autarquia bracarense elogia as ferramentas pedagógicas utilizadas nesta abordagem, considerando que esta “é uma forma lúdica de abordar temas muito sérios”.
O ‘Play4Equality’ está já a ser replicado em pontos do país e, Firmino Marques gostava que o projecto fosse desenvolvido em todos os concelhos nacionais “sem excepção”.
Chamando a atenção para a pertinência dos temas abordados, o autarca recordou também que há várias entidades concelhias que estão também a desenvolver projectos sobre temáticas similares com várias escolas locais.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.