Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Mais de mil pessoas saborearam o caldo do pote em Sabariz
Rio Minho ‘afina’ estratégia no fórum para ganhar voz na Europa em 2030

Mais de mil pessoas saborearam o caldo do pote em Sabariz

Famalicão apresentou o que de melhor faz pela literacia a especialistas europeus

Cávado

2018-09-23 às 06h00

Isabel Vilhena

Os antigos potes em ferro voltaram ao lume para servir a mais de mil pessoas os sabores dos caldos feitos à moda antiga da aldeia.

Dezenas de antigos potes em ferro ao lume deixavam um ‘cheirinho’ no ar, abrindo o apetite a quem passava e aguardava, ansiosamente, pelo caldo.
É da Festa do Caldo do Pote, em Sabariz, no concelho de Vila Verde, que todos os anos atrai centenas de pessoas que não perdem a oportunidade de saborear aquele caldo feito à moda antiga da aldeia.
De tamanhos variados, desde os 100 e 80 litros de capacidade até aos de menor dimensão, com 40 e 30 litros, os potes continham 24 caldos diferentes que foram aquecendo o “estômago e a alma de quem provou e gostou”.
Sem recurso a aparelhos eléctricos. À semelhança do tempo das boas cozinheiras do mundo rural em que não havia varinhas mágicas, a batata cozida, por exemplo, é esmagada à colher.
Fernando Silva, presidente da Junta de Freguesia de Sabariz, contou ao ‘Correio do Minho’ que o evento “começou em 2012 e, desde então, não tem parado de aumentar o número de pessoas a visitar o evento e a provar os nossos caldos”.

Cerca de duas dezenas de homens e mulheres dedicam-se a confeccionar os mais diversos caldos, com os potes em ferro, sobre o lume de diferentes fogueiras a lenha espalhadas por um terraço ao ar livre. Num verdadeiro espírito de comunhão, a população local e das freguesias vizinhas do Vale do Homem junta-se para a Festa do Caldo do Pote para servir mais de 1.500 litros de caldo.
Os produtos hortícolas são colhidos do campo e oferecidos pelas pessoas da terra que vão estar a preparar os caldos. Couves, repolho, nabos, nabiças e os mais variados feijões, sem esquecer as boas carnes – de vaca, porco ou galinha –, fazem parte do leque de ingredientes.
A variedade de caldos apresentada era de difícil escolha, desde o de Pedra ao de Galinha, à Lavrador, de Ossobuco, de Farinha e o de Bacalhau. Além das propostas a apresentar por emigrantes vindos de França, Suíça e Alemanha, a listagem inclui os caldos de Ministros, Rabo de Boi, Feijão do Campo, Feijão Mireinho com Castanhas e o tradicional Caldo Verde, entre outros.

Fama do caldo do pote já chegou à Alemanha

Pelo quarto ano consecutivo, a Festa do Caldo do Pote ‘via- ja’ até Düsseldorf, na Alemanha.
José Esteves é natural de Sabariz e emigrou há 26 anos para esta cidade alemã, onde possui três restaurantes.
E foi pela mão deste vilaverdense que a fama do caldo chegou à Alemanha. “Resolvi levar a tradição do caldo do pote para a Alemanha e eles adoram”, disse José Esteves.
Todos os anos, em Novembro, o empresário leva cerca de uma dezena de pessoas de Sabariz e os respectivos potes para fazer para versão mais ‘curta’ da festa do caldo do pote.
“Eles têm a tradição do vinho quente e associam ao nosso caldo”.

A convite de José Esteves, o cônsul geral de Portugal em Düsseldorf, José Manuel Mendes, resolveu este ano “provar” o famoso caldo do pote. “Acho que isto é muito importante para a preservação das nossas tradições e a recuperação de um património gastronómico nosso, a par dos antigos potes em ferro.
Um povo que não cultiva as suas tradições perde a sua identidade. Daí ser muito importante desenvolver estes eventos”, disse José Manuel Mendes.
Integrado na Na Rota das Colheitas promovida pelo município de Vila Verde, a Festa do Caldo do Pote é organizada pela Junta de Freguesia e pela Associação Popular de Sabariz.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.