Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Mais de mil jogos para desfrutar em família no Mosteiro de Tibães
Cais Novo Pastelaria é paragem obrigatória à entrada de Terras de Bouro

Mais de mil jogos para desfrutar em família no Mosteiro de Tibães

Esposende: Centro de Educação Ambiental dedica mês de janeiro à ciência

Braga

2018-12-04 às 06h00

Paula Maia

Convenção Internacional do Jogo decorre nos dias 7, 8 e 9, integrando também workshops, oficinas e tertúlias. Este pretende ser um encontro lúdico e pedagógico entre várias gerações.

São mais de mil os títulos de jogos (temáticos, estratégicos, históricos, diversão, construção) que integram a primeira edição da ‘Augusta Con- Convenção Internacional do Jogo’ que promete transformar o Mosteiro de Tibães num autêntico tabuleiro de jogos gigante nos próximos dias 7, 8 e 9.
O evento materializa um dos projectos vencedores do Orçamento Participativo Jovem ‘Tu?Decides’, submetido pela Cidade Curiosa, uma associação juvenil que tem promovido formas diferenciadas de aprendizagens lúdicas e culturais, nomeadamente através dos jogos de tabuleiro.
“O objectivo é criar um grande evento de jogos de tabuleiro com foco nos jovens, procurando envolver também as suas famílias. Desafiar os pais a jogarem com os filhos, colocando o telemóvel em ‘modo mosteiro’”, o mesmo quererá dizer sem telemóvel, afirma Cecília Gonçalves, da Cidade Curiosa.
Usar os jogos de tabuleiro como argumento para promover uma verdadeira jornada de convívio, interacção, comunicação onde se aprende a brincar, é, em suma, a meta desta iniciativa que promete atrair milhares ao Mosteiro de Tibães que vai dedicar vários dos seus espaços a esta convenção. Para ter uma ideia do patamar que a iniciativa deverá atingir, a organização - que conta com o apoio logístico do AKI - tem previsto meio milhar de lugares sentados.
Neste evento haverá espaços dedicados aos war-games, jogos temáticos, cheios de conteúdos, como espaços dedicados aos rools play.
A convenção integra ainda um espaço dedicado às famílias, aos jogos de construção e uma oficina AKI para os participantes poderem construir o seu jogo em madeira e levar para casa, totalmente gratuito.
Maria de Lurdes Rufino, coordenadora do Museu do Mosteiro de S. Martinho de Tibães, afirma que este é um evento que “tem toda a afinidade com a missão educativa do mosteiro”.
“Esta perspectiva de desenvolver a sociedade, de construirmos em conjunto pessoas mais completas numa perspectiva lúdica, é a missão de qualquer serviço educativo do museu” referiu a dirigente durante a sessão de apresentação da iniciativa.
Maria de Lurdes Rufino agradeceu ao AKI pelo “imenso” apoio logístico, numa perspectiva de mecenato.
Quem se associa também a esta primeira Convenção Internacional do Jogo é a Casa do Professor. Hilário Sousa, presidente da instituição, justifica que “há uma dimensão pedagógico-didáctica evidente associada ao jogo”, acrescentando que o jogo tem um potencial de ser adaptado a um conjunto de conteúdos programáticos das diversas disciplinas, constituindo-se, por isso, como “um instrumento fundamental do professor”.
Nesse sentido, a Casa do Professor está a ultimar o processo que permite que esta convenção seja acreditada pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua.
A vereadora da Juventude da câmara de Braga começou por dar os parabéns à Cidade Curiosa “por conseguir recuperar uma tradição que quase se perdeu, os jogos de tabuleiro, e que é extremamente importante para a união das famílias”.
“Esta convenção vem mostrar que há algo para além dos tablets e os telmóveis”, assume Sameiro Araújo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.