Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Mais de dez mil hectares destruídos só em Outubro
Projecto ‘MyMachine’ constrói máquinas idealizadas por crianças

Mais de dez mil hectares destruídos só em Outubro

Boa imagem manchada por descontrolo emocional dos Guerreiros do Minho

Casos do Dia

2017-11-14 às 07h58

Teresa M. Costa

Mais de metade da área ardida no distrito de Braga, no corrente ano, foi resultado dos grandes incêndios - com área ardida superior a 100 ha - registados no passado mês de Outubro que consumiram um total de 6256 hectares (ha). Foram 14 os grandes incêndios registados só entre 6 e 15 de Outubro em oito concelhos do distrito de Braga, de acordo com o mais recente relatório do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) que contabiliza as ocorrências entre 1 de Janeiro e 31 de Outubro.

Mais de metade da área ardida no distrito de Braga, no corrente ano, foi resultado dos grandes incêndios - com área ardida superior a 100 ha - registados no passado mês de Outubro que consumiram um total de 6256 hectares (ha).
Foram 14 os grandes incêndios registados só entre 6 e 15 de Outubro em oito concelhos do distrito de Braga, de acordo com o mais recente relatório do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) que contabiliza as ocorrências entre 1 de Janeiro e 31 de Outubro.

O grande incêndio que deflagrou em S. Martinho de Leitões, concelho de Guimarães, no dia 12 de Outubro, e que se propagou a várias freguesias do concelho de Braga, no dia 15 de Outubro, devastou uma área de 1007 ha, na sua quase totalidade (967 ha) povoamento florestal, revela o relatório provisório do ICNF.

No mesmo fim-de-semana, e ainda no concelho de Braga, arderam 208 ha no incêndio de Santa Lucrécia de Algeriz.
Ao todo, houve seis grandes incêndios no distrito naquele fim-de-semana.
O maior incêndio teve início na freguesia de Anjos, concelho de Vieira do Minho, a 14 de Outubro, tendo destruído 1615 ha de área, entre mato (1185) e povoamento florestal (430).

No concelho de Cabeceiras de Basto, registaram-se dois grandes incêndios, só no dia 15 de Outubro, sendo o de Bucos o que devastou mais área num total de 1323 ha.
No fim-de-semana anterior, no dia 8 de Outubro, registaram-se mais quatro grandes incêndios, nos concelhos de Fafe e de Celorico de Basto, cujo área total ardida chega quase aos 800 ha.

A mesma realidade viveu-se no distrito de Viana do Castelo onde os grandes incêndios de Outubro também deixaram um rasto de destruição, representando mais de metade do total da área ardida desde o início do ano.
O maior incêndio - que consumiu 3134 ha - ocorreu em Merufe, concelho de Monção, no dia 14 de Outubro, mas atingiu várias freguesias.

Melgaço e Valença foram outros concelhos do Alto Minho afectados por grandes incêndios no mesmo fim-de-semana.
No caso de Melgaço, o incêndio registado em São Paio, no dia 15, destruiu uma área total de 875 ha, de acordo com o relatório provisório divulgado pelo ICNF.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.