Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Mais de 50 mil visitaram Festa da Cerveja e Marisco
Irradicação de espécies invasoras do rio Lima custa 650 mil euros

Mais de 50 mil visitaram Festa da Cerveja e Marisco

Monção & Melgaço: o maior encontro de vinhos verdes

Mais de 50 mil visitaram Festa da Cerveja e Marisco

Cávado

2011-08-15 às 06h00

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

Durante os últimos dez dias decorreu a XV Festa da Cerveja e do Marisco de Fão e, num primeiro balanço, a organização do evento, a cargo da junta de freguesia, aponta para mais de 50 mil visitas, que consumiram oito mil litros de cerveja e dois mil de outras bebidas gasosas e águas. O evento gastronómico termina hoje e abre portas a partir das 15 horas.

Os galegos estão no topo da lista dos melhores ‘clientes’ da Festa da Cerveja e do Marisco de Fão, Esposende. O evento, que decorreu ao longo dos últimos dez dias, chega hoje ao fim e mais uma vez já superou as expectativas da organização, que num primeiro balanço afirma que por lá passaram mais de 50 mil visitantes.

A festa é já vista como uma espécie de ‘tradição’ da vila fangueira e são muitos os que a procuram nesta altura para participar e degustar as melhores iguarias à base de marisco confeccionadas pelas várias associações culturais, desportivas, recreativas e sociais de Fão.

“Diariamente têm passado por aqui cerca de quatro mil pessoas. Muitos são daqui e dos arredores, mas são muitos os que vêm de fora, de outros concelhos, e muitos da Galiza, que já se habituaram ao evento ao longo dos seus 15 anos de existência”, comentou Luís Peixoto, presidente da Junta de Freguesia de Fão - a entidade organizadora do certame gastronómico - à reportagem do jornal ‘Correio do Minho’.

Mais de oito mil litros de cer- veja, para além de dois mil litros de outras bebidas gasosas, é a quantidade de líquidos que neste primeiro balanço traçado, a organização estima terem sido consumidos pelos visitantes do evento.

“Nós decidimos, este ano, apostar fortemente na campanha de divulgação desta festa e penso que teve resultados muito positivos para o certame, porque apesar da crise, as pessoas acabam sempre por vir até aqui”, considerou o autarca de Fão, apontando para os 85 mil euros que a organização investiu na dinamização da festa.

“Apenas notámos menos movimento no dia em que o Benfica jogou - pois como o resultado não foi o esperado, as pessoas acabaram por perder o ânimo para vir a esta festa. E já no ano passado aconteceu o mesmo!”, assinalou Luís Peixoto.

Sapateira, parrillada e feijoada de marisco foram os pratos mais apetecidos

Segundo o que o jornal ‘Correio do Minho’ apurou junto dos visitantes da XV Festa da Cerveja e do Marisco de Fão, os pratos mais apetecidos foram mesmo a tradicional sapateira e do camarão, mas também e sobretudo a feijoada de marisco, o arroz de marisco e o arroz de tamboril.
Rui Abreu, responsável pelo Hóquei Clube de Fão - uma das associação fangueiras que integra a organização do evento através da confecção de pratos de marisco, destaca a importância que este evento tem, actualmente, para as organizações locais.

“Neste momento, esta Festa da Cerveja e do Marisco é o nosso balão de oxigénio”, garantiu. “Por outro lado, além da promoção da nossa instituição junto dos visitantes, esta é também uma maneira de mantermos a nossa forma física. Desde que o evento começou já perdi três quilos, tal é o lufa-lufa diário”, comentou, rindo, enquanto na ‘barraquinha’ das confecções gastronómicas da sua associação, ia preparando mais pratos para serem degustados.

Os Bombeiros Voluntários de Fão são outra das associações fangueiras que participam também activamente nesta festa.
Norberto Mota, respectivamente o comandante da instituição e também um dos elementos da direcção, refere que o arroz de marisco, a parrillada de marisco e o camarão avulso são alguns dos pratos que têm recebido as maiores preferências por parte do público visitante.
“Este é um evento que ajuda muito as instituições a angariar algumas verbas. Para os bom- beiros é ainda mais importante, já que o Estado reduziu as comparticipações nos transportes”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.