Correio do Minho

Braga, quinta-feira

“Serões no Burgo/Tertúlias Rusgueiras” na Casa da Botica
Acusado de homicídio qualificado por assassinar ex-namorado

“Serões no Burgo/Tertúlias Rusgueiras” na Casa da Botica

Escolas de Famalicão não perdem cinema de qualidade

Cávado

2016-04-28 às 17h19

Redacção

Decorreu uma tertúlia etnográfica organizada pela Casa da Botica, que teve como orador principal o presidente da Rusga de S. Vicente de Braga, José Pinto. Esta tertúlia intitulada “A importância do movimento etno-folclórico nas festas concelhias” resultou de um convite formulado pelos grupos folclóricos da Póvoa de Lanhoso aquando de uma visita que fizeram à Rusga de S. Vicente, em 28 de janeiro deste ano.

Decorreu uma tertúlia etnográfica organizada pela Casa da Botica, que teve como orador principal o presidente da Rusga de S. Vicente de Braga, José Pinto. Esta tertúlia intitulada “A importância do movimento etno-folclórico nas festas concelhias” resultou de um convite formulado pelos grupos folclóricos da Póvoa de Lanhoso aquando de uma visita que fizeram à Rusga de S. Vicente, em 28 de janeiro deste ano.
 
Este encontro revelou-se muito proveitoso pelas questões que foram abordadas e pelo modo como os grupos folclóricos e todos os presentes participaram e conviveram. 
 
Ficou a vontade de se organizar novos encontros para se abordar outros temas que ajudem a enriquecer os elementos dos grupos. Por fim, fez-se uma abordagem à importância do INATEL no apoio ao movimento etnográfico nacional e regional. José Pinto relevou o papel desta instituição e da pertinência dos grupos folclóricos da Póvoa de Lanhoso serem CCD's (Centro de Cultura e Desporto do INATEL). Este estatuto exige uma maior e melhor organização dos grupos, do ponto de vista formal, pelo que foram desafiados a fazerem formação nesta área. A Câmara Municipal, através do Vereador Armando Fernandes, comprometeu-se a ajudar, no que estiver ao seu alcance, para incentivar os grupos a darem um salto qualitativo no modo de encarar as grandes responsabilidades que os mesmos têm na promoção, preservação e divulgação da cultura etnográfica da nossa região.

*** Nota da C.M. da Póvoa de Lanhoso ***

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.