Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Líder sem medo de se impor abate castores muito mansos
Prendas únicas, petiscos e animação no Mercado de Natal

Líder sem medo de se impor abate castores muito mansos

Regulamentos municipais disponíveis em documento único

Líder sem medo de se impor abate castores muito mansos

Desporto

2019-09-15 às 13h00

Carlos Costinha Sousa Carlos Costinha Sousa

FC Famalicão vai continuar completamente isolado na liderança da I Liga, no final da quinta jornada do campeonato, depois de vencer o Paços de Ferreira por claros 4-2.

O líder mostrou ontem todas as suas qualidades. Na recepção ao Paços de Ferreira, que estreou Pepa no banco de suplentes, o Futebol Clube de Famalicão não teve dificuldades para confirmar o seu estatuto de primeiro classificado isolado da I Liga, ao assegurar a quarta vitória no campeonato, desta vez por 4-1.
A entrada dos famalicenses em campo foi muito forte, de tal modo que conseguiram colocar-se em vantagem no marcador logo nos minutos iniciais. Pedro Gonçalves foi rasteirado na área do Paços de Ferreira e o árbitro assinalou grande penalidade de imediato. Chamado a converter, Fábio Martins não deu hipóteses ao guarda-redes Ricardo Ribeiro, que adivinhou o lado, esticou-se muito bem, mas não o suficiente para conseguir impedir o colocadíssimo remate do extremo famalicense.
O jogo ficou marcado, logo nos minutos iniciais, por várias interrupções da partida, para assistência a jogadores, como por exemplo Roderick que, aos 16 minutos, teve mesmo que ser substituído.
Além disso, também nas bancadas o jogo mostrava lances menos positivos, com a polícia a ter que intervir para refrear os ânimos entre os adeptos do Paços de Ferreira.
O que é certo é que até ao intervalo o resultado não voltou a sofrer qualquer alteração, como os famalicenses a manterem a magra vantagem, apesar de que após o golo sofrido os castores conseguiram equilibrar a partida, criando também algumas ocasiões para marcar, mas sem eficácia na concretização.
No segundo tempo, o líder isolado do campeonato mostrou toda a sua inteligência, começando por dar a iniciativa de jogo ao adversário, para logo procurar os contra-ataques rápidos, conseguindo aumentar a vantagem até aos 4-0. Aos 60 minutos, Guga, que tinha acabado de entrar, recebeu o passe de Fábio Martins e marcou o 2-0, vendo o homem que lhe passou a bola - e que viria a ser eleito como melhor do jogo - a aumentar para 3-0 aos 65 minutos, com um remate colocado. Aos 72 Pedro Gonçalves também fez o gosto ao pé e fixou o marcador nos 4-0.
Até ao final, a formação orientada por João Pedro Sousa tirou um pouco o pé do acelerador e o Paços de Ferreira, que nunca baixou os braços, nem deixou de acreditar e chegou mesmo a marcar, conseguindo reduzir para o que seria o 4-2 final. Tanque foi o autor da proeza dos castores, marcando aos 87 e 90+2 minutos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.