Correio do Minho

Braga, terça-feira

Jovens guerreiros conquistam nove títulos
Pecado da Sé: saborear a boa cozinha regional sem remorsos

Jovens guerreiros conquistam nove títulos

Tribunal da Relação de Guimarães condena juiz por crime de violência doméstica

Desporto

2018-06-19 às 06h00

Redacção

Camadas jovens da secção de desporto adaptado do SC Braga estiveram em destaque, em Santa Maria da Feira, no Campeonato Nacional Sub-14 e Sub-21, onde conquistaram um total de nove títulos nacionais e 12 medalhas.

Os atletas da Escola de Boccia do Sporting Clube de Braga, dos grupos da formação e pré-competição, estiveram presentes no Campeonato Nacional Sub-14 e Sub-21, que decorreu em Santa Maria da Feira, e conseguiram destacar-se de toda a oposição, ao conquistarem um total de 12 medalhas, sendo que nove delas deram direito também à conquista do título nacional.
Nas provas disputadas, provas de jogo e provas técnicas (skill boccia), os jovens Guerreiros do Minho somaram 9 títulos nacionais e 12 medalhas, numa jornada extraordinária de aprendizagem, revelação de talentos e de muita motivação para a prática no convívio com os demais atletas de clubes e instituições de Portugal Continental e da Ilha da Madeira.

O Sporting Clube de Braga alcançou 4 títulos nacionais absolutos por Paulo Oliveira (BC2 Skill - Sub-21), Luís Caravana (BC3 Skill - Sub-21), Ivo Oliveira (BC5 Skill - Sub-21) e Isaura Lopes na prova de jogo BC5 Sub-21. Em títulos de vice--campeão nacional, o clube somou mais cinco títulos, por Gabriel Afonso (BC1 Sub-21), Ivo Oliveira (BC5 Sub-21) e Paulo Oliveira (BC2 Sub-21). Na prova de skills, a prata foi para Beatriz Leite (BC1 Sub-21), e Isaura Lopes (BC5 Sub-21).
De realçar ainda os atletas que alcançaram a medalha de bronze, Daniel Ferreira (BC1 Skill Sub-14), Beatriz Leite (BC1 Sub-21) e Gabriel Afonso (BC1 Skill Sub-21). Foram ainda obtidos dois quartos lugares por Daniel Ferreira (BC1 Sub-14) e por Luís Caravana (BC3 Sub-21).

Esta prova permitiu a oferta de mais uma oportunidade competitiva aos mais jovens, aqueles que se encontram no seu processo de formação desportiva. Na prova de sub-14 pretendeu-se estabelecer a ponte entre os clubes/associações e as escolas onde os jovens desenvolvem o seu percurso escolar, fomentando a prática desportiva por parte dos jovens com paralisia cerebral e outras lesões neurológicas. Na prova de sub-21 pretendeu-se, essencialmente, dar uma oportunidade competitiva a todos aqueles jovens e jovens adultos que ainda não têm grandes oportunidades de sucesso dado o elevado grau de exigência competitiva.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.