Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Jogos de tabuleiro chegam a mais escolas
Câmara vai abrir concursos para espaços da nova Praça – Mercado de Famalicão

Jogos de tabuleiro chegam a mais escolas

Rui Massena apresenta-se a solo no Theatro Circo

Jogos de tabuleiro chegam a mais escolas

As Nossas Escolas

2020-09-14 às 06h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Actividade extra-curriculares levam jogos de tabuleiro a quatro agrupamentos de Braga e chegam este ano ao concelho de Ponte da Barca.

Quando há três anos, os jogos de tabuleiro entraram no Agrupamento de Escolas Alberto Sampaio através das Actividades Extra-Curriculares (AEC’s) não se imaginava “um crescimento consolidado tão rápido”. Este ano lectivo, os jogos de tabuleiro vão estar a quatro agrupamentos escolares de Braga e, pela primeira vez, chegam a Ponte da Barca. “Tem sido um crescimento assustador, mas muito consitente. São três anos extremamente positivos”, confidenciou Alberto Pereira, da Associação Cidade Curiosa, responsável pela formação dos professores.

Mais agrupamentos, mais professores, mais alunos e mais jogos de tabuleiro. Este novo ano lectivo que está quase a começar conta com a participação do Agrupamento de Escolas Alberto Sampaio, o Agrupamento de Escolas Francisco Sanches, o Agrupamento de Escolas de Real e o Conservatório Calouste Gulbenkian. “Temos 11 professores a fazer formação há 10 dias em modo presencial na Ludoteca da Ponte, mas também através das plataformas digitais”, contou Alberto Pereira, adiantando que os jogos de tabuleiro vão chegar a 1760 alunos.
O projecto da associação foi apresentado ao Município de Braga através da Cooperativa EPlural e há três anos que coloca no terreno a actividade Estímulo Mental, Emocional e Cognitivo (EMEC) com recurso a jogos de tabuleiro.

“Esta sigla resume bem aquilo que se está a fazer nesta actividade de enriquecimento curricular”, constatou o responsável, admitindo que o sucesso também se deve aos professores. “Temos tido sorte, porque os professores que se têm juntado têm experiência e muito se deve a eles o sucesso que se tem obtido, sendo que muitos deles fizeram-se monitores das actividades de Verão para ganharem mais experiência”, agradeceu Alberto Pereira, realçando os resultados pedagógicos alcançados junto dos alunos.
Com a pandemia, os tabuleiros vão ficar por enquanto na prateleira, iniciando-se o ano lectivo com novas ferramentas como são o RPG - Role Playing Games (jogo narrativo), Livro Jogo, Print an Play (imprimir e jogar) e Rool and Write Games (lançar o dado e escrever).

A novidade este ano é o Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca se ter associado a este projecto. A formação dos professores começa amanhã e será direccionada para 400 crianças do pré-escolar nas Actividades de Animação e de Apoio à Família, uma vez que as AEC’´s já estavam organizadas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho