Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
João Carlos Rodrigues é o novo presidente da CPCJ de Montalegre
Fiscalização Municipal vai punir quem tiver esplanadas ilegais em Caminha

João Carlos Rodrigues é o novo presidente da CPCJ de Montalegre

Município de Arcos de Valdevez promove integração de jovens no mercado de trabalho

João Carlos Rodrigues é o novo presidente da CPCJ de Montalegre

Cávado

2020-06-02 às 06h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Até 2023, João Carlos Rodrigues é o novo presidente da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Montalegre. Prevenção ao nível da negligência e do absentismo escolar é a grande prioridade.

João Carlos Rodrigues é o novo presidente da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Montalegre. Membro desde 2018, sucede a Irene Esteves que conduziu a instituição nos últimos dois mandatos. Candidato único, este jovem barrosão irá ocupar a liderança até 2023. “Há muito trabalho pela frente, sobretudo na prevenção, quer ao nível da negligência parental quer ao nível do absentismo escolar, já que são as duas maiores fontes de instauração de processos”, sublinhou o novo presidente.

João Carlos Rodrigues começou por deixar uma “palavra de reconhecimento e de admiração” para a presidente que cessou agora funções. “Foi um privilégio para mim poder iniciar esta caminhada sob a sua presidência exemplarmente exercida, já que desde o início procurou transmitir o seu conhecimento, a sua sensibilidade para as diversas problemáticas, que sempre procurou ajudar e prestar todo o apoio aos demais comissários nos difíceis contextos que estes enfrentam e, que sempre demonstrou um enorme trato e bom senso em todas as dimensões, quer a nível profissional quer a nível pessoal”, aplaudiu o novo líder da CPCJ de Montalegre.
João Carlos Rodrigues foi mais longe: “será, sempre, a maior protectora das crianças e dos jovens. Deixa, portanto, muitos ensinamentos que tentarei colocar ao serviço da comunidade e, em particular, ao serviço das crianças e dos jovens do nosso concelho”.

O novo presidente informou que estão em curso projectos, promovidos pela CNPDPCJ (Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Protecção de Crianças e Jovens), para atacar estas problemáticas, nomeadamente o Projecto Adélia que tem como objectivo principal promover a Parentalidade Positiva e a criação de um Plano de Acção Local para a Infância e Juventude.
“Contaremos, como até aqui, com o apoio do principal parceiro das CPCJ que é o poder autárquico. Estamos empenhados em fazer um bom trabalho, uma vez que a CPCJ de Montalegre conta com comissários bastante experientes em casos de acompanhamento de crianças e jovens e com bastante dinamismo”, garantiu ainda José Carlos Rodrigues.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho