Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Jantar humanitário da Cruz Vermelha cria momento em memória das vítimas de Paris
Município da Póvoa de Lanhoso implementa a primeira “Aldeia Segura Pessoa Segura”, em Sobradelo da Goma

Jantar humanitário da Cruz Vermelha cria momento em memória das vítimas de Paris

Garrafeira do Recheio novo mundo a explorar

Jantar humanitário da Cruz Vermelha cria momento em memória das vítimas de Paris

Braga

2015-11-15 às 19h19

Redacção Redacção

O IV Jantar Humanitário contou com cerca de 300 pessoas que participaram num momento de homenagem às vítimas dos atentados terroristas de sexta-feira, em Paris.

Citação

O IV Jantar Humanitário contou com cerca de 300 pessoas que participaram num momento de homenagem às vítimas dos atentados terroristas de sexta-feira, em Paris.

Este momento, em que todos os presentes na sala se levantaram, foi marcado com a última música do evento, Avé Maria de Mascagni, pela voz da soprano Cristiana Oliveira, acompanhada pelo quarteto  Apassionata Musical, um grupo constituído por músicos bracarenses, nomeadamente MARTA DA COSTA no violino, EUGÉNIA LIMA na Viola d'arco, VÍTOR ALBUQUERQUE no Violoncelo/contrabaixo e PEDRO TEIXEIRA no Oboé.

O momento foi  em homenagem às vítimas e de solidariedade para com as  suas famílias e todo o povo francês, bem como para com os cerca de 300 voluntários da Cruz Vermelha Francesa que prestaram apoio nesta tragédia. 
Assim, neste evento, reafirmamos o valor dos princípios fundamentais da Cruz Vermelha, que este ano perfazem 50 anos de vigência: Humanidade, Imparcialidade, Neutralidade, Independência, Voluntariado, Unidade e Universalidade. 

O Presidente da Delegação de Braga da Cruz Vermelha Portuguesa, Dr. Armando Osório, no seu discurso enalteceu a sociedade bracarense  bem como as empresas pela a atitude responsável que tem tido resultados que confirmam que é possível  atenuar situações que atentam contra a dignidade humana. Deixou um especial obrigada às empresas que este ano patrocinaram este evento, nomeadamente  Proworld, Navarra, Sabseg, JSQimo ,Primavera, MCM e PlayVest.

O padrinho do evento, o escritor Miguel Miranda salientou a importância destas iniciativas e da atuação da cruz Vermelha em Braga, em Portugal e no mundo, acrescentando que a cruz vermelha é uma instituição que colmata várias falhas do estado no que se refere à proteção dos mais fragilizados da nossa sociedade.

O Vice Presidente da C.M.B, Dr. Firmino Marques salientou a importância da atuação da cruz vermelha no panorama local e nacional e a importância da complementaridade  entre o estado e as instituições.

O evento também teve humor com João Seabra que envolveu o público criando momentos de riso e animação entre os presentes.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho