Correio do Minho

Braga, segunda-feira

ISAVE “está a levantar voo” e precisa de espaço físico para crescer
Vieira do Minho promove transferência de competências para as juntas

ISAVE “está a levantar voo” e precisa de espaço físico para crescer

Academia do Bacalhau entrega roupa a instituições vianenses

Ensino

2019-05-21 às 06h00

Teresa M. Costa

ISAVE comemorou ontem o seu quarto aniversário com orgulho do percurso até agora realizado, mas com olhos postos no futuro que passam pelo reforço da oferta formativa e por aumentar o número de alunos, o que exige a ampliação das instalações.

O Instituto Superior de Saúde (ISAVE), que ocupa o antigo pólo de Amares da Escola Profissional Amar Terra Verde, está a crescer em cursos e em alunos e precisa de ampliar o seu espaço.
“É urgente, já no próximo ano lectivo, termos ampliação das instalações” afirmou o presidente do Conselho de Direcção do ISAVE, João Luís Nogueira, ontem, na sessão solene que assinalou o quarto aniversário do Instituto.
O apelo foi dirigido, em particular, ao presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, presente na sessão.

O edil amarense não respondeu na sessão solene, mas aos jornalistas, à margem, explicou que o projecto de ampliação já está elaborado, mas carece de validação do Ministério da Educação.
Ainda sem estimativa de orçamento para a obra, Manuel Moreira garante que ela é para avançar, mas salvaguarda que terá que ser comparticipada pela entidade gestora do ISAVE.
“Se queremos o ensino superior em Amares, temos que criar as condições” reforça o presidente da Câmara.
O projecto prevê a construção de um novo corpo, na continuidade do actual edifício, mantendo a volumetria de rés-do-chão e mais um piso.

João Luís Nogueira faz depender da ampliação do edifício o acolhimento de 150 novos alunos, já no próximo ano lectivo e o arranque da nova licenciatura em Dietética e Nutrição, já aprovada. “Se as obras não forem executadas teremos que ir para outro sítio” assume o presidente do Conselho de Direcção do ISAVE que acredita que “vão agilizar o processo”. “Contamos com o presidente da Câmara e com a sua paixão pelo ISAVE” afirmou João Luís Nogueira na sessão solene.
Manuel Moreira reconheceu “o impacto do ISAVE no concelho e na economia local” e “alegria” dos estudantes e o envolvimento do Instituto com as instituições e a comunidade local.

Reforço da oferta formativa e foco na internacionalização

O Instituto Superior de Saúde (ISAVE) está a leccionar três licenciaturas e quatro cursos técnicos superiores profissionais (TeSP) e está preparado para aumentar a sua oferta formativa com mais uma licenciatura (Dietética e Nutrição) e um TeSP em Protecção Civil e Socorro.
No dia em que o ISAVE celebrou o seu quarto aniversário, a presidente do Instituto, Mafalda Duarte, reforçou a aposta na capacitação dos profissionais que passa por duas novas pós-graduações no próximo ano lectivo: uma em gestão de equipamentos sociais e de saúde e outra em cuidados continuados e paliativos.

Mafalda Duarte fala de “um upgrade na oferta formativa” no capítulo da formação graduada e específica que “faz com que o ISAVE funcione como cluster de desenvolvimento da região”.
A presidente do ISAVE deu ainda conta do avanço para o 2.º ciclo de formação com um mestrado em Envelhecimento que assume como “área de futuro”.
“Estamos a criar massa crítica no domínio da investigação” reforçou Mafalda Duarte, dando conta da reestruturação do Centro?Interdisciplinar em Ciências da Saúde (CICS).

Outro foco do ISAVE?é a internacionalização. “Queremos sair de portas e levar o ISAVE a outros contextos e atrair, também docentes e alunos de outros países”, reforçando a mobilidade Erasmus.
O presidente do Conselho de Direcção do ISAVE, João Luís Nogueira, também desafiou para a mobilidade.
“Os nossos estudantes têm que ser motivados para a mobilidade” afirmou João Luís Nogueira, assumindo que a Direcção está disponível para apoiar a estadia e a viagem. No próximo ano lectivo, estão aprovadas seis mobilidades para estudo ou estágio e haverá também mobilidades para docentes, antecipou João Luís Nogueira que destacou o envolvimento do ISAVE em consórcios internacionais.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.