Correio do Minho

Braga, quinta-feira

IPCA preenche quase 100 por cento das vagas na 1ª fase de candidaturas
Região do Barroso caminha para território da UNESCO

IPCA preenche quase 100 por cento das vagas na 1ª fase de candidaturas

Câmara da Póvoa de Lanhoso institui Provedor do Idoso

Ensino

2017-09-10 às 19h15

Redacção

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), em Barcelos, alcançou este ano o melhor resultado de sempre na 1ª fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA) ao ensino superior, preenchendo 96 por cento das 635 vagas disponíveis. Apenas 27 vagas, que dizem respeito a dois cursos, não foram preenchidas.

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), em Barcelos, alcançou este ano o melhor resultado de sempre na 1ª fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA) ao ensino superior, preenchendo 96 por cento das 635 vagas disponíveis. Apenas 27 vagas, que dizem respeito a dois cursos, não foram preenchidas.
 
Este resultado coloca o IPCA como a segunda instituição de ensino superior politécnico do país com maior taxa de ocupação de vagas, a par do politécnico de Lisboa e apenas atrás do IP Porto.
 
Realce para o facto de apenas dois cursos do IPCA - um em pós-laboral e outro de ensino a distância - não terem preenchido 100 por cento das vagas, entre um total de 23 cursos nos diferentes regimes.
 
Na opinião da presidente do IPCA, Maria José Fernandes, “estes excelentes resultados demonstram que o Politécnico do Cávado e do Ave responde de forma clara às necessidades da região”.
 
Considerando que a elevada procura registada pelos cursos do IPCA “representa a conquista do seu papel enquanto instituição de ensino superior público”, Maria José Fernandes sublinha dois outros dados importantes: “a percentagem de estudantes candidatos em 1ª opção é de 100 por cento - um novo recorde - e, simultaneamente, as “médias” de quase todos os cursos subiram”.
 
Face a estes resultados, Maria José Fernandes não tem dúvidas: “Se o governo autorizasse o IPCA a aumentar as vagas para os cursos de licenciatura, elas seriam preenchidas na totalidade”.
 
Numa análise ao pormenor, destaca-se a subida acentuada das notas do último colocado na generalidade dos cursos (as vulgarmente designadas de “médias”). Neste particular, Design Gráfico volta a ter a “média” mais alta (150,9) do IPCA, seguindo-se a licenciatura em Gestão de Empresas (143,8).
 
É, aliás, de assinalar que este último curso foi criado este ano e vai ter a sua primeira edição em 2017/2018. Mesmo assim, esgotou a totalidade das 70 vagas que tinha disponíveis, em regime diurno (40) e em pós-laboral (30).
 
Face aos excelentes resultados desta 1ª fase do CNA e a exemplo do sucedido nos últimos anos, está praticamente assegurada a ocupação da totalidade das vagas em todos os cursos de licenciatura do IPCA no ano letivo 2017/2018.
 
O IPCA mantém-se assim como uma das três instituições de ensino superior politécnico do país com maior procura e a única fora das grandes cidades (Lisboa e Porto) a superar, destacadamente, os 90 por cento de taxa de ocupação de vagas.
 
Acresce, também, o facto de o IPCA ter alcançado este ano, também, o seu recorde de candidaturas a Cursos Técnicos Superiores Profissionais (682), preenchendo logo na 1ª fase a quase totalidade das 500 vagas que tinha disponíveis.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.