Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
IPCA lança Mestrados Profissionais definidos com empresas da região
Viana do Castelo: Desfile da Mordomia conta hoje com mais de 700 mordomas

IPCA lança Mestrados Profissionais definidos com empresas da região

Gilistas animados e confiantes para a primeira mão do play-off europeu

IPCA lança Mestrados Profissionais definidos com empresas da região

Ensino

2022-07-27 às 06h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Até 15 de Setembro, o IPCA tem abertas candidaturas aos Mestrados Profissionais. Novo ciclo de estudos reconhece competências profissionais, sem descurar a vertente científica.

Citação

Gestão Fiscal, Gestão de Operações, Gestão para Executivos, Logística e Gestão da Cadeia de Abastecimento, Modelação 3D e Fabrico Aditivo e Tecnologia de Apoio à Educação STEAM. São estes os seis Mestrados Profissionais que o IPCA - Instituto Politécnico do Cávado e do Ave vai ministrar no próximo ano lectivo, na sua Escola Técnica Superior Profissional, sediada no pólo de Braga.
Estes novos Mestrados Profissionais visam a requalificação ou aquisição de novas competências para profissionais integrados no mercado de trabalho e/ou com experiência de cinco anos. “Uma das condições de admissão é serem reconhecidos como trabalhadores experientes na área em que vão obter a formação e são, pela sua natureza mestrados mais curtos”, explicou Maria José Fernandes, presidente do IPCA, ontem, na apresentação da nova oferta lectiva deste politécnico que actualmente está presente em seis municípios do Cávado e do Ave.

Maria José Fernandes referiu já que o IPCA tem já oferta a nível de mestrados académicos de dois anos, uma para o plano curricular e outro ano para a elaboração da dissertação. Os Mestrados Profissionais vão ser mais curtos, decorrendo no período de um ano, porque implicam o reconhecimento das competências dos candidatos que já estão no mercado de trabalho.
Este novo ciclo de estudos foi aprovado no âmbito do Impulso Adultos do Plano de Resolução e Resiliência (PRR), como explicou Maria José Fernandes.
“O IPCA, no âmbito da sua candidatura ao PRR apresentou uma proposta de servir esta região com um conjunto de mestrados profissionais. Esta é a primeira fornada desses mestrados. São seis, dentro das várias áreas da gestão, do design e da tecnologia”, referiu.

A presidente do IPCA explicou ainda que são mestrados com investigação associada, desenvolvido nos centros de investigação do IPCA.
Estes novos mestrados estão direccionados para as vertentes empresariais e industriais mais solicitadas. “São mestrados que foram desenhados em associação com um vasto leque de empresas da região”, salientou Maria José Fernandes, revelando que algumas das aulas serão mesmo ministradas nas empresas.
“O que nós pretendemos é que quem não tem p grau académico de mestre o possa obter de uma forma mais ágil e, sobretudo, reconhecer todo o seu percurso académico”, acrescentou a presidente do IPCA, lembrando que “quando hoje falamos na formação de adultos, na requalificação da população activa, naquilo que é a nossa missão enquanto impulsionadores da qualificação desta população é sobretudo perceber que quem começa a estudar terá de o fazer ao longo da vida. Hoje, a formação não se esgota numa licenciatura”.

Formação de um ano confere grau ‘mestre’

Os novos seis Mestrados Profissionais foram apresentados ontem por Maria José Fernandes, que explicou que este novo ciclo de formação foi definido em parceria com o tecido empresarial da região.
O Mestrado Profissional em Gestão Fiscal foi desenhado em conjunto com a Ordem dos Contabilistas Certificados. “É uma área em que o IPCA é muito forte”, referiu Maria José Fernandes, lembrando que o IPCA já tem um Mestrado em Fiscalidade que funciona desde 2006. A diferença entre um e outro, é que o profissional é de apenas um ano e abarcará todos aqueles contabilistas com experiência que demonstrem que têm condições para ser admitidos.
O Mestrado em Gestão de Operações foi desenhado com muitas empresas da área das tecnologias.
Relativamente ao Mestrado Profissional em Gestão para Executivos, Maria José Fernandes referiu que o IPCA também já tem um Mestrado em Gestão de dois anos, com dois ramos: gestão financeira e gestão de recursos humanos. “Este novo mestrado é mais vocacionado para os dirigentes de topo e acho que vai servir muito esta região, pois temos muitos empresários com qualificações da prática e aqui encontram o reconhecimento dessa experiência”, explicou.
O Mestrado em Logística de Gestão da Cadeia de Abastecimento e o Mestrado em Modelação 3D foram muito desenhados com as empresas da região, houve mesmo muitas empresas envolvidas”, notou. Sobre o Mestrado em Tecnologia de Apoio à Educação STEAM referiu que “está a aliciar muitos professores. Um dos grandes desafios para o ensino é esta questão das metodologias da educação nas áreas da STEAM. É um desafio global”, concluiu a presidente do IPCA.

Município e AEB reconhecem importância da ligação do IPCA ao tecido empresarial

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, e o presidente da Associação Empresarial de Braga (AEB), Daniel Vilaça, congratularam ontem o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) por avançar com esta oferta de formação inovadora, reconhecendo a importância que este politécnico tem assumido no desenvolvimento do tecido empresarial da região.
Ricardo Rio fez questão de felicitar o IPCA “por duas ordens de razões”. A primeira, “mais altruísta” porque, explicou, “um dos grandes desafios que com todos nos confrontamos é o reforço das qualificações, o reforço da formação ao longo da vida e da valorização das competências de cada cidadão nos diversos contextos do seu exercício profissional”. Nesse âmbito, “este tipo de oferta vem dar resposta a uma especificidade que, do ponto de vista da procura, vai ter seguramente muita adesão”.

O edil considerou ainda que “é muito importante que o IPCA tome também a liderança no lançamento destas formações e de o ter feito de forma tão bem gizada na ligação directa ao tecido empresarial e na adaptação de cada conteúdo às especificidades dos protagonistas de cada uma das áreas”.
Já a segunda ordem de razão pela qual Rio felicitou o IPCA “é mais egoísta”, referiu, pois visa enaltecer “esta valorização contínua que o IPCA vai dando ao seu pólo e Braga”
“Apesar e estar hoje numa área mais alargada, o que é demonstrativo do interesse de todos em ter a presença do IPCA nos seus concelhos, o poder acolher em Braga estes mestrados profissionais é uma forma de o IPCA demonstrar a sua ligação umbilical que tem ao nosso concelho”.

“Certamente as nossas empresas e os nossos profissionais saberão tira o devido proveito desta oferta formativa”, rematou o autarca.
Também o presidente da AEB congratulou o IPCA pelo “arrojo de avançar com estes mestrados diferentes, ligados às empresas desde as suas nascença”.
Daniel Vilaça salientou que IPCA tem sido um importante parceiro das empresas, “sempre atento ao que as empresas precisam”.
O presidente da AEB destacou, em particular, o Mestrado Profissional em Gestão para Executivos, lembrando que Portugal “é um dos países em que os empresários têm as qualificações mais baixas, o que por vezes cria barreiras ao crescimento das empresas. Estes cursos podem ser aproveitados pelos nossos empresários para se formarem e tirarem partido desse aumento de qualificações”.
Daniel Vilaça realçou igualmente a importância de o IPCA descentralizar a sua oferta formativa, contribuindo também assim para o desenvolvimento da região.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho