Correio do Minho

Braga, quinta-feira

IPCA: Contabilidade é área com futuro nas empresas
Cerveira junta utentes de IPSS’s em Almoço de Natal

IPCA: Contabilidade é área com futuro nas empresas

Rio quer maior representatividade do Minho na Turismo do Porto e Norte

Cávado

2018-12-07 às 13h11

Miguel Viana

Bastonária da Ordem dos Contabilistas Certificados desafiou as escolas de contabilidade a prepararem os alunos para a era digital.

“A contabilidade tem enorme importância para o futuro das empresas e para a economia”. A expressão foi usada pela bastonária da Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC), Paula Franco, na sessão de abertura das II Jornadas de Contabilidade e Fiscalidade, que decorreram no Instituto Politécnico do Cávado e Ave (IPCA).
O encontro teve como tema central ‘O Futuro da Contabilidade e da Fiscalidade: Oportunidades e Desafios’, o que levou Paula Franco a afirmar que contabilista é uma profissão com futuro. “Há quem diga que a Contabilidade tem os dias contados. Eu diria que é ao contrário. Nós temos que aproveitar estas ameaças da era digital como uma oportunidade, de podermos transmitir o nosso conhecimento, de sermos verdadeiramente diferentes no exercício da nossa profissão”, disse Paula Franco.
Um dos desafios é precisamente o de saber lidar com a era digital e, por isso mesmo, a bastonária da OCC desafiou as escolas a prepararem os respectivos alunos para o futuro.
“O futuro é algo que tem de ser estudado, avaliado e preparado. Estamos perante mudanças iminentes e uma possível era digital que vai mudar completamente os paradigmas da contabilidade - não tanto da fiscalidade - e as instituições de ensino devem, desde já, preparar os jovens para essa realidade”, destacou Paula Franco.
A presidente do IPCA, Maria José Fernandes, frisou que a profissão de contabilista “está em crescimento e afirmação constante” e que a Escola Superior de Gestão “é reconhecida por várias áreas”, sendo que “esta (da contabilidade e da fiscalidade) é uma das áreas de referência”.
Maria José Fernandes fez notar, ainda, que a Escola Superior de Gestão aposta numa “ligação permanente às empresas” e na “formação na vida activa e reconversão de profissionais.”
A presidente da Comissão Organizadora das II Jornadas de Contabilidade e Fiscalidade, Lurdes Silva, salientou que o encontro teve como finalidade a troca de experiências e de conhecimentos nas áreas da contabilidade e da fiscalidade.
“O objectivo é dinamizar os alunos e que tenham o conhecimento das matérias e de outras matérias, para além do que é leccionado nas aulas. Foi feito um painel com especialistas na área, mas também com outras pessoas que nos dão uma perspectiva mais humana da contabilidade”, disse Lurdes Silva.
As jornadas contaram com a presença de cerca de 260 alunos, e abordaram temas como a relação entre a contabilidade e o IRC (Imposto sobre Rendimentos Colectivos), ética fiscal e o futuro da contabilidade.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.