Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Internet: Hackers profissionais alertam para falhas na segurança de aplicações dos sites portugueses
Jazz ao Largo regressa a Barcelos entre 11 e 15 de setembro

Internet: Hackers profissionais alertam para falhas na segurança de aplicações dos sites portugueses

Malhada de feijão animou Loureira

Internet: Hackers profissionais alertam para falhas na segurança de aplicações dos sites portugueses

Nacional

2011-02-08 às 23h08

Lusa Lusa

Vários especialistas internacionais em segurança de aplicações na Internet alertaram hoje para as vulnerabilidades dos sites portugueses e defenderam a necessidade de Portugal despertar para o problema como uma questão estratégica.

Vários especialistas internacionais em segurança de aplicações na Internet alertaram hoje para as vulnerabilidades dos sites portugueses e defenderam a necessidade de Portugal despertar para o problema como uma questão estratégica.

“Se houver uma intenção criminosa de se entrar nos sítios portugueses, estão quase todos vulneráveis”, afirmou à agência Lusa o português Dinis Cruz, diretor da OWASP (Open Web Application Security), organização internacional especializada em segurança de aplicações na Internet.

“Portugal está tecnologicamente desenvolvido e é irónico estar tão fragilizado online”, sublinhou o especialista, durante o encontro anual de vários especialistas em segurança na Internet, que decorre em Torres Vedras.

Os chamados hackers profissionais demonstraram como é possível entrar em sites vulneráveis, dando azo ao roubo de identidades e dados pessoais, de dinheiro pelo acesso a contas bancárias online e de informação, assim como ao uso malicioso de produtos de empresas.

No encontro, participam especialistas como Jason Taylor, criador de uma das versões do Internet Explorer, e Michael Coates, investigador do Firefox, um dos navegadores alternativos ao Internet Explorer.

“Os sítios do Estado também não são protegidos”, alertou Diniz Cruz, para quem o próprio sistema de segurança interna do país “está em causa”.

Para os especialistas, Portugal está num nível de não reconhecer as falhas de segurança da Internet como um problema, pelo que “não tem uma indústria forte em segurança de aplicações”.

Outro dos problemas passa pela legislação que torna os ataques dos hackers ilegais, não permitindo aos profissionais demonstrarem as fragilidades das aplicações de segurança na Internet e apontar soluções.

“Portugal tem uma oportunidade de se associar a um parceiro tecnológico”, frisou Dinis Cruz. Como primeiro passo, a OWASP acordou com a Agência para a Sociedade do Conhecimento vir a estabelecer um protocolo, destinado a criar em Portugal uma academia que vai dar formação na área, sobretudo a estudantes universitários.

No encontro, que decorre até sexta-feira em Torres Vedras, participam 180 especialistas da OWASP, apresentando projetos de investigação e identificando problemas e soluções no âmbito das falhas nas aplicações de segurança na Internet.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.