Correio do Minho

Braga,

- +
Instalação artística une agrupamentos
Barcelos adjudica serviço de transportes públicos e empreitada de remoção de amianto

Instalação artística une agrupamentos

Terras de Bouro: Instalação de sistema de filtragem na estação elevatória da Cachoeira

Instalação artística une agrupamentos

Ensino

2021-05-09 às 08h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Memorial Inumerável - ‘um abraço afectuoso a toda a humanidade’ é o tema da instalação artística, patente na Avenida Central, que contou com a participação de alunos do 1.º ciclo de vários agrupamentos do concelho, no âmbito das AEC’s.

Se passar pela Avenida Central vai dar conta de inúmeras figuras humanas, feitas em material reciclado, de braços abertos e outras tantas frases coladas no chão. A instalação artística Memorial Inumerável – ‘um abraço afectuoso a toda a humanidade’ nasceu da vontade da Eplural de homenagear todas as pessoas que, de uma forma ou de outra, foram vítimas desta pandemia. “Não há prática de articulação entre agrupamentos e este trabalho teve o condão e a riqueza de unir e de integrar numa mesma instalação o trabalho de alunos dos vários agrupamentos”, aplaudiu a administradora única da cooperativa de educação não formal, Maria Torcato Baptista, confirmando que “o objectivo foi cumprido e foi uma experiência muito gratificante para os professores e fundamentalmente para os alunos”.
A Eplural articulou com todas as escolas dos agrupamentos que integram a parceria da sua gestão das Actividades Extra-Curriculares (AEC’s), nomeadamente os agrupamentos de escolas Alberto Sampaio, André Soares, Francisco Sanches, Real e o conservatório de Música Calouste Gulbenkian, e propôs a construção de uma instalação artística, feita pelos alunos do 1º ciclo.
Os alunos que frequentam a área AEC de Expressão Plástica foram convidados a construir figuras humanas, de braços abertos, para simbolizar o abraço. Com a orientação dos professores da AEC e com a colaboração dos professores titulares de turma foi-se dando corpo a esta ideia e “os alunos envolveram-se de alma e coração na execução das figuras e das frases que enriquecem a comunicação da instalação”, contou.
Esta exposição de arte infantil feita com material reciclado pode ser apreciada no centro da cidade. “As figuras estão espalhadas pelo jardim da Avenida Central e as frases foram coladas no chão, já que o objectivo é que as pessoas passem e vejam as frases e que o conteúdo das frases, que expressam sentimentos e emoções dos mais novos em tempos de confinamento, entrem no coração de todos”, explicou.
Este trabalho surge no âmbito da valorização das AEC’s, que estiveram “muito desvalorizadas” e começam a agora a ‘ganhar espaço’. “Estamos a fazer trabalho não só para os professores valorizarem e perceberem que levar os artistas de várias áreas para a escola tem um valor acrescentado ao trabalho que já fazem. Estes artistas vão completar o projecto do professor titular, mas também valorizar as artes de forma a que a escola se torne mais cidadã com a educação pela arte”, defendeu.
O objectivo desta iniciativa, continuou a responsável pela cooperativa não formal de educação, “foi também conseguir trazer a escola para a rua, fazendo com as pessoas usufruam um pouco do que se faz na escola”.
Maria Torcato Baptista reforçou a importância da articulação entre agrupamentos só possível com o contributo de uma entidade externa. Esta instalação coincide com o Dia da Europa (ainda não existe Dia do Mundo) para lembrar que a pandemia afectou todo o mundo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho