Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Inquérito ajuda Braga a afirmar-se como ‘Cidade Leitora’
Póvoa de Lanhoso sensibiliza jovens para proteção da COVID-19

Inquérito ajuda Braga a afirmar-se como ‘Cidade Leitora’

Jovens sensibilizados para protecção à Covid

Inquérito ajuda Braga  a afirmar-se como  ‘Cidade Leitora’

Braga

2020-10-27 às 06h30

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

É com o objectivo de afirmar Braga como “cidade leitora” que até ao fim do ano vai ser realizado um inquérito à população sobre hábitos de leitura.

É com o objectivo maior de afirmar ‘Braga - uma Cidade Leitora’ que a Rede de Bibliotecas de Braga e o Município de Braga estão a trabalhar afincadamente no Plano Local de Leitura 2020-2027”. Até ao final deste ano vai ser lançado um inquérito à população bracarense para perceber o seu nível de leitura, escrita e literacia e, a partir daí, desenhar novas estratégias para pôr “todos a ler”.
Para a vereadora da Educação, Lídia Dias o trabalho de criar hábitos de leitura é “tarefa de toda a comunidade” e, por isso mesmo, assinala a importância do Plano Local de Leitura que está neste momento a ser desenvolvido e que pretende levar o livro e a leitura a cada uma das comunidades do território.
Regina Campos, a coordenadora interconcelhia da Rede de Bibliotecas Escolares, explica que as prioridades foram alargadas no âmbito da rede e vão muito além da promoção de hábitos de leitura junto das crianças e dos jovens. “A verdade é que a escola e as bibliotecas escolares já têm algum conhecimento, pelo menos na prática, sobre os hábitos de leitura e escrita da nossa população mais jovem, mas não tanto sobre o resto da população, quer a população activa, quer a população sénior, e é junto deles que também queremos promover o livro e a leitura”, assinalou a responsável.
Precisamente porque nunca antes foi realizado qualquer estudo sobre os hábitos de leitura e literacia da população, tanto a nível local, como a nível nacional, “é que é importante levar a cabo este estudo que será viabilizado através de um inquérito que está neste momento a ser ultimado pela Rede de Bibliotecas de Braga em parceria com a Universidade do Minho, com a orientação de Fernando Azevedo, do Instituto de Educação”, indicou Regina Campos, apontando que muito em breve se passará à fase piloto (de teste) para depois ser aplicado na prática.
A coordenadora interconcelhia da Rede de Bibliotecas Escolares, indica que todas as ‘forças vivas’ locais estão convocadas para ajudar à aplicação deste questionário que quer perceber os hábitos de leitura da comunidade e para isso contará com o apoio dos mais diversos parceiros, desde as instituições de Ensino Superior como a UMinho, Universidade Católica, Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, rede de saúde local, tecido empresarial, a Arquidiocese de Braga, etc. O objectivo é que este seja um estudo que espelhe a realidade para que depois se possam tirar conclusões a fim de criar e implementar novas estratégias para pôr “todos a ler”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho